O Low Cost nos transportes além do avião

O Sérgio Bastos do Low Cost Portugal teve a gentileza de comentar o artigo “As novas portagens e subida dos combustíveis poderão ser uma oportunidade para a CP?” aqui publicado há alguns dias, um artigo que o interpelava no sentido de averiguar se já´há soluções de low cost associados ao frete de automóveis particulares para completar ligações de radicular entre transporte pesado de passageiros (via ferrovia) e o local de destino final dos clientes (isto num contexto de melhoria da competitividade da ferrovia  e mesmo rodovia em transportes colectivos face à subida dos custos de circulação em auto-estrada de veículos particulares). Eis a sua opinião e algumas dicas:

O “low cost” está na ponta da língua. Embora o transporte aéreo seja o expoente máximo do termo, há também oferta deste segmento noutros sectores económicos. 
 
Áreas não liberalizadas não são “campos” low cost. Na Inglaterra, tanto o grupo Virgin e como o grupo Easy propõem várias experiências a preços mais competitivos. Incluem “transfers”, comboios, cruzeiros, hotéis, etc. Em Portugal, a oferta baixo custo no transporte é mininal mas está a expandir.
 
Carros low cost, existem em várias marcas: Dacia, Citroen (gamas baixas), Chevrolet, Tata. Estas não recolhem o interesse do consumidor português.
 
Há vária oferta de companhias de aluguer de automóveis, algumas até se definem “budget”, mas é necessário ter cuidado e comparar preços. Hoje em dia, até a Fnac e Worten fazem campanhas publicitárias a dizerem-se “low cost”. Há empresas de estacionamento e de transfers com o nome “low cost”. Por isso, para saber o preço ideal era bom descobrir um comparador. Desconheço se a DECO tem algum para este sector.
Os Smart podem ser uma boa solução. A Ausocar teve durante algum tempo uma promoção que fez “burburinho”: aluguer de 1 € por 1 dia. Actualmente, anda pelos 24 euros. Já que falamos em carros “pequenos”, existe também a
http://www.smartadvertising.pt/ que promete rentabilizar com publicidade o Smart. 

Tagged under:

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.