Previsão para a Taxa de Inflação em 2020

Com a divulgação do boletim económico de primavera, o Banco de Portugal habitualmente devia ter ajustados para uma projeção mais fiável a previsão para a Taxa de Inflação em 2020. Contudo, 2020 é um ano diferente.

 

Previsão para a Taxa de Inflação em 2020

Em virtude de estarmos a enfrentar a pandemia de COVID-19 e desta ter impactos múltiplos e de grande amplitude, quer do lado de quem produz e presta serviços, quer do lado de quem os procura ou consome, o exercício de projetar o que vai acontecer na economia em 2020 é especialmente desafiante.

Tanto assim é que num raro evento, o Banco de Portugal não definiu uma projeção baseada num cenário central mais provável, mas antes apresentou dois cenários – base e adverso – sobre os quais não indica qual poderá ser mais provável.

Ver o artigo: “Banco de Portugal: cenários para 2020“.

No que concerne à previsão para a Taxa de Inflação em 2020 a oscilação no cenário base ou adverso é, no entanto, marginal. A previsão do Banco de Portugal aponta para que os preços ou cresçam muito marginalmente 0,1% ou que registem mesmo uma queda de 0,2%.

A expectativa é de que os preços do petróleo e seu derivados permaneçam num patamar historicamente baixo e de que as medidas de política económica e monetária expansionista que venham a ser implementadas para procurar mitigar os efeitos negativos da crise não consigam ter grande efeito na aceleração dos preços. Na realidade, a deflação parece ser o cenário mais provável do que uma inflação moderada.

 

Previsão para a Taxa de Inflação em 2021 e 2022

E como será em 2021 e 2022. Naturalmente, quanto mais avançada a previsão maior será a probabilidade de erro mas a expecttiva dos economistas do banco central português parece ser a de que a inflação será o menor dos problemas da economia nacional.

Os preços deverão continuar a crescer muito pouco, entre os 0,3% e os 0,5% em 2021 e, em 2022, no máximo crescerão a 1,1% (cenário mais moderado aponta para +0,7%).

Tagged under:

Deixar uma resposta