Tabela Remuneratória Única da Função Pública em 2015, 2018 e 2019 (TRU)

Tabela Remuneratória Única da Função Pública em 2015

Em 2015 entrou em vigor a Tabela Remuneratória Única (TRU) ou melhor, “reentrou em vigor” uma vez que não surgiu uma nova tabela mas antes forçaram-se as remunerações desenquadradas da tabela criada em 2009 a encaixarem-se num dos 115 níveis previstos na tabela.

ADENDA I: Em janeiro de 2018, em virtude de o salário mínimo nacional ter passado a ser superior ao nível de entrada na função pública houve uma ajustamento da tabela. Pode ler sobre o assunto aqui: Salário Mínimo de 2018 obriga a revisão na tabela remuneratória única da Função Pública 

 

ADENDA II: Em janeiro de 2019, em virtude de o salário mínimo nacional ter passado a ser superior ao 3º nível remuneratório da tabela de 2015, este foi extinto e o início da tabela migrou para o 4º nível, ou seja, para os €635,07. Sobre este tema ler Tabela Salarial da Função Pública 2019 vai mudar.

 

Segundo se pode ler no DEO de 2014  o governo estabeleceu que:

“(…) A partir de 2015, todas as remunerações base das carreiras das APs serão reconduzidas à TRU atualmente em vigor (salvo situações excecionais). A integração decorrerá:

  • De forma imediata, a partir de 1 de janeiro de 2015, para todos os novos trabalhadores das APs e para os casos de mobilidade entre carreiras;
  • De forma faseada, para todos os restantes casos. (…)”

TABELA REMUNERATÓRIA ÚNICA

“De acordo com a Portaria n.º 1553-C/2008, de 31 de Dezembro (a que se refere o n.º 2 do artigo 68.º da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro), que aprova a tabela remuneratória única dos trabalhadores que exercem funções públicas, contendo o número de níveis remuneratórios e o montante pecuniário correspondente a cada um e actualiza os índices 100 de todas as escalas salariais.

Carreiras de Regime Geral e Regimes Especiais: Índice 100 para 2009: 343, 28€”

Tabela Remuneratória Única da Função Pública em 2015

Tabela Remuneratória Única da Função Pública em 2015

Pode ler mais detalhes sobre o DEO 2014 aqui.

Tagged under:

6 Comentários

  • Pingback:Salário Mínimo de 2018 obriga a revisão na tabela remuneratória única da Função Pública - Economia e Finanças

  • Carlos fernandesResponder

    Não seria mais facil fazerem uma nova tabela remuneratoria unica da função publica para 2018?
    E eu a trabalhar como motorista transporte coletivo de crianças desde 2001para uma camara Algarvia sempre bem avaliado e com 600,70 eur.
    Temos mesmo que rever tudo isso, e assistente operacional ,mais uma vergonha
    Será que uma pessoa que anda sempre com tanta responsabilidade todos os dias não merece um ordenado digno para puder viver normalmente,
    Gostaria de dar uma entrevista ,para perguntar se um motorista de autocarro com carta desde 1984 só deve ganhar 600 euros e em frança 1750eur se é por isso que estamos na Europa para sermos os pobrezinhos.
    Podem fazer esta pergunta o nosso presidente da Republica e o nosso Primeiro Ministro

  • carlosResponder

    muito injusto …mas pior que isso temos os funcionários publicos do 1º escalão a auferirem o mesmo salário de um funcionário com 12 ou 13 anos no escalão 2 º ou seja para que servem os escalões vergonhoso um atentado a dignidade de quem trabalha é assim que querem bons funcionários na função publica …. depois ainda temos os atrasados mentais do p+rivado que ainda aplaudem mas ganham mais do que o funcionário publico …

  • FMResponder

    Carlos tem um bom remédio, demita-se da carreira na FP e seja mais um atrasado mental do privado!

  • Rui VicenteResponder

    Sim é verdade, os motoristas de transportes públicos das Camaras Muniçipais são os mais mal pagos de todos os funcionários públicos. de tal forma que há estudos a nível europeu, que pós esta profissão a mais mal remunerada a nível europeu,

  • FernandaResponder

    Onde posso visualizar as remunerações dos cargos dirigentes da administração local? Dirigentes intermédios de 3º grau

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.