Definição de setores institucionais (contas nacionais)

Estatísticas do Emprego 2013

Qual a definição de setores institucionais (contas nacionais)? Durante as próximas semanas iremos divulgar algumas definições oficiais encontradas em publicações do INE relativas a contas nacionais, pontualmente complementadas por comentários nossos, que permitirão ao leitor não iniciado compreender um pouco melhor de que se está a falar quando ouve nas notícias expressões relativas a este tema.

Sector institucional – O setor institucional agrupa as unidades institucionais que têm um comportamento económico similar. As unidades institucionais são classificadas em setores tendo como base o tipo de produtor que são e dependendo da sua atividade principal e função, sendo estes considerados como indicativos do comportamento económico das unidades. Cada unidade institucional pertence a um único setor.

Fonte: INE –  Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional do 3.º Trimestre de 2012 / Sistema Europeu de Contas (SEC95).

Os setores institucionais a que se refere a definição anterior resultam de uma convenção internacional que agrupa as instituições de uma economia da seguinte forma:

S1 – Total da Economia:

  • S11 – Empresas não-financeiras;
  • S12 – Empresas financeiras;
  • S13 – Administrações públicas;
  • S14 – Famílias;
  • S15 – Instituições sem fins lucrativos ao serviço das famílias;

S2 – Resto do Mundo

Nota – o S14 e o S15 também são habitualmente representados como um setor único, o S.1M – Famílias e Instituições Sem Fim Lucrativo ao Serviço das Famílias.

Tagged under:

1 Comentário

  • Conceição Jorge Responder

    Gostei imenso o ressumo sobre sector instituicionais

Deixar uma resposta