Histórico de Etiquetas: INE

PIB mantém ritmo de crescimento (abaixo das previsões)

A estimativa preliminar do INE relativa ao PIB do segundo trimestre de 2015 revela que o crescimento da economia portuguesa de manteve estável nos 1,5%, valor já registado no primeiro trimestre do ano. Tal como então, este valor fica acima do crescimento médio da Zona Euro (cujo crescimento passou de 1,0% para 1,2%) ainda que

Porque é que à queda do desemprego não corresponde à mesma subida no emprego?

Uma das perguntas fulcrais para conseguir navegar pelo meio das acusações e contra-acusações envolvendo as estatísticas do emprego neste período eleitoral passará por perceber a seguinte pergunta (até mais do que obter a sua resposta): Porque é que à queda do desemprego não corresponde à mesma subida no emprego? Desemprego e emprego não são simétricos.

Emprego: INE vai apostar na antecipação de estimativas definitivas em 2016

Na sequência do comentário crítico do artigo “Estatísticas mensais do emprego: eis porque o INE deve evitar prever dados” fomos alertados para uma nota significativa que consta da difusão das Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego que nos tinha passado despercebida e que acompanha o habitual quadro onde o INE identifica as revisões às suas estimativas

Estatísticas mensais do emprego: eis porque o INE deve evitar prever dados

Volvidos nove meses desde que o INE começou a divulgar Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego, ou seja a mensualizar as estatísticas trimestrais ainda que com muito menos detalhe em termos dos indicadores disponíveis é tempo de fazer um balanço crítico. Os parâmetros de avaliação relevantes para avaliar uma mudança na periodicidade de difusão de um

Vendas no retalho aceleram, mas produção industrial desacelera – junho 2015

O INE está hoje a divulgar vários indicadores estatísticos de conjuntura. Entre eles os dados mais recentes relativos ao: Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas no Comércio a Retalho Resumo do INE: O índice de produção industrial apresentou uma variação homóloga de 2,7%, em junho (3,5% em maio). A secção das

Turismo: 17,3 milhões de hóspedes em 2014 (+13,9%)

Em 2014, o conjunto dos meios de alojamento (hotelaria, turismo no espaço rural e alojamento local) acolheram 17,3 milhões de hóspedes, dos quais 15 milhões foram recebidos em hotéis. Destes últimos, 8,9 milhões vieram dos estrangeiro enquanto os restante 6,1 milhões foram residentes. A evolução do número total de hóspedes representou um crescimento de 13,9% face

Há cinco anos que as despesas de saúde pesam cada vez menos no PIB

Na divulgação da Conta Satélite da Saúde feita pelo INE, conclui-se que há cinco anos que as despesas de saúde pesam cada vez menos no PIB (calculado em termos nominais). Segundo o INE: “Desde 2010 que a despesa corrente em saúde tem registado taxas de crescimento nominais inferiores às do PIB. Na década anterior, esta situação

Défice comercial agrícola em contra-ciclo em 2014

Já aqui tínhamos dado nota, no artigo “Défice comercial volta a aumentar quatro anos depois“, que o saldo da balança comercial (que compara as compras e vendas de bens na relação com o estrangeiro) ao longo do ano de 2014 tinha regressado a ma situação de agravamento do desequilíbrio. O fim da recessão trouxe consigo um

Atividade Turística recupera fulgor em maio 2015

É certo que já não estamos perante crescimentos de dois dígitos, mas o soluço de abril parece ter sido apenas isso dado que a maioria dos indicadores de atividade turística surgem francamente positivos em maio de 2015. Este continua a ser o setor de atividade mais dinâmico e que mais tem contribuído para o equilíbrio

Investimento 2015: Empresários portugueses menos pessimistas mas cautelosos

Segundo os dados do mais recente Inquérito de Conjuntura ao Investimento realizado pelo INE (1º semestre de 2015)   o investimento empresarial em termos nominais deverá aumentar 2,5% em 2015 (a última expectativa era de uma queda de 2,2%). Segundo os dados do INE, apesar da melhoria das perspetivas de investimento, os empresários nacionais parecem estar predominantemente

INE: défice comercial volta a aumentar quatro anos depois

Os dados preliminares de final de ano do INE relativos às estatísticas do comércio internacional de bens revelam que em 2014 as exportações pagaram menos importações do que em 2013, ou seja, apesar de terem crescido ligeiramente (1,8%) fizeram-no a um ritmo mais lento do que as importações (3,2%) não conseguindo assim evitar um aumento do

Desde 2012 que a confiança dos consumidores não caía três meses consecutivos

Depois de um período de vários meses em que os níveis de confiança dos consumidores portugueses recuperam atingindo máximos históricos (março de 2015), os últimos três meses trouxeram uma degradação neste indicador. Desde o final de 2012 que o indicador de confiança dos consumidores não registava pelo menos três meses em queda. Segundo o INE,

Mercado de trabalho degrada-se em maio de 2015 em Portugal

As estatísticas do emprego e do desemprego continuam a revelar uma situação de alguma variabilidade. Depois de uma melhoria em abril, apontam agora para uma degradação do mercado de trabalho em maio de 2015. Segundo o INE, a taxa de desemprego subiu de 12,8% em abril para 13,2% em maio (acima da estimativa preliminar para

Poupança das famílias ao nível mais baixo em quase 7 anos

Desde o último trimestre de 2008 que a taxa de poupança das famílias não registava valores tão reduzidos tendo caído muito acentuadamente desde o quarto trimestre de 2013, praticamente coincidindo com o regresso a valores positivos na taxa de crescimento do PIB. De facto temos a poupança das famílias ao nível mais baixo em quase

A especulação imobiliária está de volta?

Correção de preços? Regresso dos movimentos especulativos no imobiliário? Para já o que é certo é que a tendência ascendente das avaliações bancárias surge confirmada e reforçada pelos dados mais recentes divulgados pelo INE e as avaliações bancárias sobem claramente acima da inflação em todas as regiões do país. Em maio, a variação homóloga foi de

População residente diminuiu em 52,5 mil pessoas num ano

População residente diminuiu em  52,5 mil pessoas num ano. São estes os dados mais recentes das Estimativas de População Residente 2014 que o  INE divulgou em detalhe. Segundo o INE havia em Portugal no final de de 2014, 10.374.822 residentes. A quebra populacional justificou-se quer pelo saldo natural negativo de 22 423 indivíduos (excesso de mortes

Quais as regiões mais e menos desenvolvidas – Índice Sintético de Desenvolvimento Regional

O INE acaba de divulgar mais uma edição, a de 2013, do Índice Sintético de Desenvolvimento Regional, um indicador compósito que permite acompanhar a evolução de cada região do país. Na realidade o INE, através de vários indicadores socio-económicos e demográficos, constrói vários outros indicadores sintéticos que realçam os aspetos mais relevantes e se traduzem em

Top