Histórico de Etiquetas: INE

INE: Mais empresas, menos negócio, menos emprego

O INE divulgou hoje as estatísticas definitivas sobre as “Empresas em Portugal” em 2013 e escolheu para título do seu destaque à comunicação social “Mais empresas, menos negócios e menos emprego”. Segundo o INE “Existiam, em 2013, 1 119 447 empresas em Portugal, mais 3,0% que no ano anterior. Ainda assim diminuiu o volume de

Carga fiscal em 2014 continuou claramente abaixo da média da União Europeia

Por mais contra intuitivo que possa parecer, muito à conta das subidas muito rápidas de impostos registadas nos últimos anos, a carga fiscal em 2014 continuou claramente abaixo da média da União Europeia. De facto, segundo dados das Estatísticas das Receitas Fiscais hoje divulgados pelo INE relativos a 2014, a carga fiscal em Portugal medida em

Preços crescem 0,4% face a abril de 2014 mas inflação mantém-se negativa

Uma décima de cada vez os preços crescem 0,4% face a abril de 2014. Segundo o INE, o índice de preços no consumidor fixou-se em abril de 2015 0,4% acima do registo verificado no mesmo mês do ano anterior. Ou seja, mais uma décima do que o que havia acontecido em março. Considerando a taxa

Crescimento das Exportações e Importações a par em Março 2015

Entre março e fevereiro de 2015, as taxas de variação homóloga das exportações e das importações de bens das empresas a operar em Portugal aceleraram significativamente. Quanto às exportações passaram de +3,9% para +10,9%, enquanto as importações abandonaram uma queda de 4,1% e praticamente cresceram ao mesmo ritmo das exportações em março ao registarem uma subida

Subemprego cresce 4 vezes mais depressa que emprego total

Sendo certo que face ao quarto trimestre de 2014, a taxa de desemprego para o primeiro trimestre de 2015 aumentou duas décimas, fixando-se nos 13,7%, também é verdade que esta subida pode ter uma explicação sazonal, assim, comparando os dados trimestrais do início de 2015 com os do mesmo período de 2014, o INE revela que

Número de mortes supera a de nascimentos há 6 anos consecutivos – 2014

O INE divulgou hoje as Estatísticas Vitais disponibilizando no seu sítio “um conjunto de indicadores relativos a nados vivos, óbitos e casamentos com informação referente a 2014, desagregados territorialmente para os níveis NUTS I, II e III (NUTS 2013) e Município.” Divulga assim pela primeira vez informação demográfica relativa a 2014 e começa por concluir

Desemprego: INE destaca “trajetória ainda indefinida no mercado de trabalho”

As Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego do INE revelam que o valor definitivo da taxa de desemprego em fevereiro foi de 13,6% (a primeira estimativa havia sido de 14,1%). Para março a primeira estimativa ainda provisória é de 13,5%. O INE informa ainda que: “(…) A estimativa provisória da população desempregada para março de 2015

Inflação média anual continua negativa mas há sinais de mudança

Sendo certo que a inflação média anual continua negativa nos -0,3%, a variação homóloga do índice de preços no consumidor entre março de 2014 e março de 2015 revelam algum crescimento dos preços, em concreto, 0,3% (havia sido de -0,2% em fevereiro). Ignorando o efeito no índice dos produtos alimentares e dos energéticos, a subida

Consumidores e estatísticas do emprego em aparente contradição

No dia em que o INE apresentou dados particularmente preocupantes sobre a evolução recente do emprego e do desemprego, com ambos a darem sinais de deterioração do seu andamento nos primeiros meses de 2015, os consumidores portugueses inquiridos pelo INE no mesmo período antecipam que nos próximos 12 meses o desemprego evolua favoravelmente, tão favoravelmente

Eis um indicador económico espetacular sobre a economia portuguesa já de 2015

E ao 19º dia de março eis que o INE divulga finalmente um indicador económico espetacular sobre a economia portuguesa já de 2015. E não estamos nem a ser irónicos, nem hiperbólicos, este crescimentos de dois dígitos relativo a vários indicadores da hotelaria e restauração são de facto impressionantes. Talvez, seja nos serviços que os

2015 começa mais sombrio do que seria de esperar: mais consumo, menos capacidade de exportar

O ano 2015 começa mais sombrio do que seria de esperar: mais consumo, menos capacidade de exportar. Assim é, pelo menos se atendermos a que a sustentabilidade do frágil crescimento económico que Portugal regista parece incompatível com os dados hoje revelados pelo INE. Quando aqui ao lado, em Espanha o PIB passou o ano de

Equilíbrio das contas externas fecha 2014 sob ameaça

Em 2014 o conjunto das exportações de bens e serviços superou as importações comparáveis. Segundo o Banco de Portugal, em 2014 “(…) as exportações de bens e serviços cresceram 2,5 por cento e as importações 4,1 por cento (em 2013, 6,6 por cento e 1,7 por cento, respetivamente)”. Talvez o mais correto seja afirmar que

Top