Histórico de Etiquetas: INE

Grandes empresas Portugal e Europa 2011

Grandes Empresas em Portugal 2008-2012 superam melhor a crise do que PME

Grandes Empresas em Portugal 2008-2012 superam melhor a crise do que PME

O INE divulgou hoje uma análise centrada no impacto das grandes empresas em Portugal 2008-2012. Numa publicação intitulada “A crise e as grandes empresas – 2008 – 2012” o INE destaca, por exemplo, como apenas 0,3% das empresas representam ” 28,5% do total do emprego e mais de 40% do volume de negócios e do

Índice de preços na habitação

Índice de Preço da Habitação: preços e vendas a recuperar no 1º trimestre de 2014

Na primeira difusão pública do Índice de Preço da Habitação (IPHab), o INE indica que o mercado habitacional está a recuperar, em termos homólogos, quer em preço, quer em vendas concretizadas. Os dados referem-se ao primeiro trimestre de 2014 e sinalizam um aumento de 4,0% em variação média anual dos preços da habitação em Portugal.

Incentivos natalidade homens

Desejamos 2,31 filhos mas só temos 1,03: inquérito à fecundidade 2013

Em novembro passado o INE já havia divulgado uma breve nota onde apresentava os resultados preliminares do Inquérito à Fecundidade 2013 eaos quais demos destaque no no sso artigo “Filhos? No máximo dois apesar de muitos quererem três (inquérito à fecundidade)“. Agora o INE e a Fundação Manuel Soares dos Santos divulgam a coleção completa

INE

Confiança dos consumidores reforçou-se, enquanto na indústria patina

Segundo os dados hoje divulgados pelo INE, em junho, a confiança dos consumidores reforçou-se, enquanto na indústria patina. De facto, a melhoria da confiança entre os consumidores foi transversal às quatro variáveis que compõem o indicador de confiança com especial destaque para a expectativas relativas ao desemprego nos próximos 12 meses. A acompanha este reforça

Taxa de inflação 2014

Deflação em Portugal: quarto mês consecutivo de queda de preços

A variação homóloga do índice de preços no consumidor foi em maio de 2014 negativa em quatro décimas. Esta é uma das quedas mensais, em valores negativos, mais significativas da história recente e foi suficiente para fazer cair a taxa de inflação (a variação média anual dos preços no consumidor nos últimos 12 meses) para

Comércio externo abril 2014

Exportações com a maior queda em 52 meses

As exportações caíram 0,8%, no trimestre terminado em abril de 2014. Se as contas não nos falham há 52 meses que não se registava uma queda das exportações de magnitude superior à agora verificada, ou seja, desde o trimestre terminado em dezembro de 2009 no qual as exportações caíram 3,6%. Por outro lado, é preciso

Poupar para o futuro

Esperança de vida à nascença atinge os 80 anos

A esperança de vida à nascença atinge os 80 anos segundo o INE na sua publicação relativa às tábuas de mortalidade 2011- 2013. O informa ainda que a esperança de vida à nascença é de 76,91 anos para os homens e de 82,79 anos para as mulheres. “(…) A esperança de vida à nascença da população residente aumentou

INE

Principais causas de morte em Portugal

Quais são as principais causas de morte em Portugal? O INE hoje aponta o foco para o Risco de morrer, uma outra forma de designar as causas de morte: de que é que é mais provável morrer-se em Portugal? Os dados analisados são de 2012 e revelam alguns factos interessantes como difenças entre sexos na

Equipa

Índice de Custo de Trabalho aumenta 5,8% no privado e cai 4,5% no Estado

O Índice de Custo de Trabalho (ICT) aumentou 1,5% no primeiro trimestre de 20144 face a igual trimestre de 2013. Este crescimento homologo não revela, contudo, andamentos muito diferenciados entre os setores de atividade. O INE apurou que, em termos homólogos, o ICT aumentou 5,8% no setor privado da economia na mesma altura que diminuia

Carga fiscal

Carga fiscal portuguesa em 2013 abaixo da média europeia

A carga fiscal em 2013 aumentou 8,1% face a 2012 fixando-se nos 34,9% do PIB (era de 32,4%) em 2012. Ainda assim apesar do enorme aumento de impostos a carga fiscal em Portugal muito provavelmente continuou a não ser das mais elevadas da União Europeia sendo igualmente provável que se tenha mantido abaixo da média.

Crise

PIB desacelera em homólogas e cai em cadeia

A estimativa rápida do INE relativa à evolução trimestral do PIB (Produto Interno Bruto) revela que este aumentou 1,2% face ao mesmo trimestre de 2013. Recorde-se que o primeiro trimestre de 2013 foi aquele que registou o pior desempenho desde o início da implementação de medidas de austeridade, pelo que a base de comparação para

Top