Idade da reforma variável todos os anos?

O cenário mais provável para a alteração da idade da reforma parece ser o de indexar a idade a que se pode pedir a reforma à idade a que hoje se passa a ter direito à reforma sem penalizações. Recordamos que hoje é possível pedir a reforma aos 65 anos mas já com penalizações, penalizações essas que oscilam todos os anos e dependem da evolução da esperança média de vida apurada pelo INE e que determina o fator de sustentabilidade. Na prática é já necessário trabalhar vários meses além dos 65 anos de idade para garantir a reforma sem penalizações. O que parece estar agora em cima da mesa é impedir a reforma aos 65 anos e permiti-la apenas no momento em que se obtém o direito à reforma sem penalizações o que implicará ter de trabalhar durante mais tempo. Quanto? Dependerá do factor de sustentabilidade a apurar anualmente. No momento atual, e dependendo também da duração da carreira contributiva de cada um, teria de se trabalhar mais 5 a 15 meses.

A este propósito recuperamos um artigo correlacionado com este tema de indexar a reforma à esperança de vida: A esperança de vida está a diminuir apenas entre os mais pobres há vários anos – O exemplo Alemão

Tagged under:

1 Comentar...

  • JorgeResponder

    Duvido que os políticos sejam abrangidos, basta ver, a Presidente da AR que está reformada com 42 anos de idade. HIPOCRISIA

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.