Regime Jurídico dos Organismos de Investimento Coletivo (NRJOIC)

O Regime Jurídico dos Organismos de Investimento Coletivo (NRJOIC), vulgo fundos de investimento, deverá ser em breve aprovado, introduzindo-se alterações ao regime em vigor por forma a acomodar várias alterações originadas de diretivas comunitárias. Segundo o comunicado do conselho de ministro de 9 de fevereiro, o Governo pedirá à Assembleia

Ler mais

O que são fundos de investimento e como investir – guia prático da CMVM

Segundo a CMVM, “Um fundo de investimento é um instrumento financeiro que resulta da captação de capital junto de diversos investidores, constituindo o conjunto desses montantes um património autónomo, gerido por especialistas que o aplicam numa variedade de ativos.  (…)” Existem no mercado diversos tipos de fundos de investimento, que

Ler mais

De onde vem o dinheiro que engorda os depósitos a prazo?

[wp_ad_camp_1] Recorde-se o artigo que aqui publicámos ontem sobre os depósitos a prazo: “Portugueses depositam o equivalente a 91,2% do PIB “. Face a isto é legitimo perguntar de onde vem este dinheiro.  Ora já esta semana o IGCP revelou que o duo Certificados de Aforro e Certificados do Tesouro estão

Ler mais

“São os gestores de FUNDOS DE INVESTIMENTO de acções capazes de antecipar os movimentos do mercado?”

Se há dias convidámos o leitor a espreitar alguns ensaios do Banco de Portugal, hoje damos destaque a um estudo muito recente publicado no sítio da CMVM (cujas conclusões não reflectem necessariamente a opinião formal do regulador como se sublinha no corpo do texto) que procura responder à pergunta do título deste artigo, no fundo saber se há algum ganho associado à gestão profissional de fundos de investimento (market timming) para os respectivos investidores nos fundos e, se sim, em que condições e em que fundos. Este estudo surge aliás, em linha com o que destacámos também recentemente no artigo "ETF: um “robot” que rende mais do que um gestor especializado?".

Ler mais

ETF: um "robot" que rende mais do que um gestor especializado?

Na sequência das conclusões pouco abonatórias para a capacidade dos analistas financeiros em apresentarem, em média, conselhos de investimento aos seus clientes que se revelem vantajosos face oa andamento médio do mercado (Ver “As recomendações dos analistas financeiros podem fazê-lo perder dinheiro?“), destacamos um artigo recente do Diário Económico “Os

Ler mais