O mês do subsídio de natal, novas regras para a TSU dos independentes, dicas das Finanças – TOP 5

Aceder à Segurança Social Direta

Na quinzena que terminou a 17 de novembro de 2018, o artigo mais partilhado pelos leitores do Economia e Finanças foi o dedicado ao subsídio de natal. Escrevemos um pequeno artigo que esclarece quem e quando é que se recebe o subsídio de férias entre os pensionistas, respondendo uma dúvida baseada numa diferença real que existe. Pode ler em “Em que mês é que os pensionistas recebem o subsídio de natal?”  +100

Na segunda posição entre os mais partilhados surge o artigo que recorda o que muda no processo de definição da contribuição social que se aplica aos profissionais liberais e trabalhadores por conta própria em geral. Pode ler em “Alteração da Base de Incidência para os Trabalhadores Independentes – 2019”  54

Na terceira posição um artigo que aponta para vários documentos úteis preparados pela Autoridade tributária com o objetivo de informar os contribuintes sobre variadíssimos aspetos dos deveres e direitos tributários. Uma página a manter nos favoritos: “Folhetos Informativos do Portal das Finanças”  34

Na quarta posição deste top 5 da quinzena posiciona-se um artigo patrocinado que, contudo, aponta para um comparador com utilidade real para quem está à procura de um cartão de crédito que seja a opção mais racional para a sua situação. APresenta-se, entre outros, a oferta de cartões que devolvem parte da comissão ao comprador. Leia, compare e decida de forma informada: “Como poupar dinheiro através de um cartão de crédito?”  27

Na quinta posição, um clássico do Economia e Finanças que continua a servir muitos utilizadores que nos frequentam mais amiúde do que ao portal da Segurança Social, o artigo com as “Datas de Pagamento das Prestações Sociais – Novembro 2018”  22

 

A justificar uma menção honrossa porque gerou muitas interações com os leitores mais do que partilhas nas redes sociais um artigo que provou ser oportuno, em especial no momento em que os primeiros certificados do tesouro poupança mais atingem a maturidade e em que há milhares de pequenos aforradores que têm de decidir o que fazer ao capital que tinha emprestado ao estado. Vale a pena ler “Onde reinvestir os certificados do tesouro?“.

Obrigado pela preferência e bons negócios!

Tagged under:

1 Comentar...

  • António FerreiraResponder

    Muito útil as vossas informações

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.