Em que mês é que os pensionistas recebem o subsídio de natal?

Investir

Alguns leitores perguntaram-nos em que mês é que os pensionistas recebem o subsídio de natal. A resposta pode parecer óbvia para muitos mas na realidade há duas respostas possíveis.

De facto, os pensionistas do Estado, inscritos na Caixa Geral de Aposentações, recebem o 14º mês, também conhecido como subsídio de natal, juntamente com a pensão de novembro. Esta é, aliás, a prática corrente para quem está no ativo, na generalidade das empresas e no próprio Estado.

Contudo, para os pensionistas beneficiários da Segurança Social, que são a larga maioria no país, o subsídio de natal é pago juntamente com a pensão do mês dezembro.

Assim se é um novo pensionista e esperava continuar a receber o subsídio de natal no mês em que sempre o recebeu, pode ter uma surpresa caso seja beneficiário da Segurança Social. A Segurança Social paga em dezembro e não me novembro.

Note-se que há alguns trabalhadores que têm o Estado como empregador mas que descontam diretamente para a Segurança Social que também ficarão nesta situação de receberem em dezembro, quando se reformarem. Será o que acontece, por exemplo, com os trabalhadores que tenham contrato individual de trabalho com o Estado e não contrato em funções públicas.

Boas festas!

Tagged under:

7 Comentários

  • Manuel PintoResponder

    Uma pensionista da Segurança Social falecida em Setembro, tem ou não direito a Subsídio de Natal correspondente aos meses de janeiro a Setembro de 2018?

  • José MendesResponder

    SIM. SEM QUALQUER DÚVIDA.

    • José Filipe RodriguesResponder

      Não, depois de morrer quem recebe serão os herdeiros – se houver -. Se ninguém se manifestar então fica para o estado.
      De qualquer forma é uma vergonha. O subsidio devia ser distribuído em duodécimos – como aliás já aconteceu -, pois são milhares e milhares de pensionistas que precisam do dinheiro ao mês e seguramente nada preocupados se alguém o receber após sua morte. Aliás o mesmo devia ser para qualquer subsidio.

  • vitor manuel andradeResponder

    a continuar em desrespeito ao Artigo 13º da CRP (Princípio da Igualdade), portugueses de 1ª e portugueses de 2ª.

  • ROBERTO FONSECAResponder

    E´´ BEM MELHOR RECEBER O SUBSIDIO POR INTEIRO. E´QUE NOTA-SE MAIS …

    • José Filipe RodriguesResponder

      Caro amigo – é verdade que se nota mais mas … se ainda estiver neste mundo! Por outro lado há milhares de Portugueses, esses que recebem cerca de 300 euros (certamente nem eu, nem o amigo), a quem mais umas migalhitas de reforma mensal fazem muita falta.

  • José Eurico DiasResponder

    A quem consegue tirar-me uma grande dúvida que tenho.
    No dia 1 de Novembro entro para a reforma pela CGA. Até 31 de Outubro trabalhei na Função Pública.
    É aqui que me surge a dúvida.
    Quem me paga o subsidio de Natal?
    A Função Pública por duodécimo correspondentes a 10 meses e o restante a CGA?

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.