Taxas de juros nos Certificados do Tesouro superam os 6%

Se constituir um certificado do tesouro no mês de Outubro de 2010 e conservar o dinheiro imobilizado durante 10 anos receberá uma taxa de juro bruta de 6,1%, um aumento de quase um ponto percentual face ao que era oferecido há exactamente um mês. 

Mas as taxas de juro não subiram apenas para o prazo de 10 anos, se conservar os certificados durantes pelo menos 5 anos a taxas de juro bruta será de 4,85% (mais um ponto percentual que em Setembro de 2010) e superando assim claramente a remuneração do melhor depósito a prazo a cinco anos que identificámos há escassos dias (3,30% no Finibanco para um capital mínimo de 2.500€).

Com a divulgação das novas taxas aplicadas aos certificados de tesouro actualizamos o nosso simulador relativo a esta aplicação.

 Note-se que as taxas de juro para prazo até 5 anos não sofreram revisão (mantiveram-se nos 1,4% brutos) pelo que, neste caso concreto, perderam competitividade face à oferta colocada pelas instituições financeiras que, efectivamente, têm vindo a subir as taxas de juro em todos os prazos. Por exemplo, como pode constatar na nossa página especializada já referenciada, é relativamente fácil encontrar depósitos a prazo até 5 anos (e a partir de 30 dias) com taxas de juro que são sensivelmente o dobro das dos certificados de tesouro, portanto, ligeiramente acima dos 3%.

Tagged under:

Deixar uma resposta