Coleção de simulações sobre o IRS 2018 – Recolha em vários jornais

Apresentamos uma coleção de simulações sobre o IRS 2018 recolhida em vários jornais. De facto, são várias as simulações disponíveis nos media sobre qual o impacto da proposta de orçamento do estado para 2018 no imposto sobre os rendimentos singulares, o IRS.

Decidimos colecionar aqui as ligações para algumas delas de modo a facilitar o trabalho aos nossos leitores que queiram encontrar a que melhor se aproxima da sua situação familiar.

 

Simulações do Jornal de Negócios

No Jornal de Negócios são apresentadas simulações feita pela Pwc que se desdobram  por nível rendimento e tipologia de agregado familiar.

Os escalões de rendimentos bruto considerados são os €700 €800, €1000, €1500, €2000, €2500, €3000, €3213 €4500, €6000, €7500 e €9000 por mês e por titular de salário bruto.

Quanto à tipologia de famílias, consideram solteiros sem dependentes e com um dependente; casados sem dependentes, com um dependente e com dois dependentes.

Pode encontrar as simulações do Jornal de Negócios aqui representadas em tabelas. Convém espreitar os pressupostos adicionais aí descritos.

 

Simulação jornal Eco

No jornal ECO, os consultores escolhidos para apoiar nas simulação forma os da EY. Chegaram à conclusão que o limiar dos €3253/mês de salário bruto será aquele até onde haverá redução do IRS.

Em termos de simulações, oferecem tabelas para solteiros sem filhos e casados com dois filhos assumindo, em ambos os casos, €925 mensais de salários bruto. Repetem o exercícios para os €1500, €2000, €2250 e €3000/mês.

Pode encontrar as simulações do jornal ECO aqui. Também neste caso, convém espreitar os pressupostos adicionais aí descritos.

 

Simulação Jornal Expresso

A EY repete a parceria, agora com o Expresso. As simulações são um pouco mais finas nos intervalos de rendimento considerados e diversidade da tipologia de agregados familiares.

Assim, para uma grelha de rendimentos que abarca os degraus de €925, €1500, €2500 e €4000 surgem simulações para sete tipos de agregados. A saber: solteiros sem filho e com um filho; casados, um titular sem filhos e com um filho e, finalmente, casados, dois titulares, sem filhos, com um filho e com dois filhos.

Pode consultar as simulações do Expresso aqui.

 

Simulação Jornal Observador

O Observador também recorreu à Pwc, tal como o negócios, ainda que apresente as 46 simulações diferentes num outro formato, permitindo ao utilizador escolher a que mais se lhe ajusta. Encontrará simulações com zero, um e dois dependentes, para solteiros e casados e para vários níveis de rendimento.

Pode consultar as simulações do Observador aqui.

 

Simulação do Jornal Económico

Quem tiver três filhos ou mais ou tenha ascendentes no seu agregado familiar parece não ter simulações disponíveis de momento. Se algum leitor as encontrar não hesite em dar-nos nota que as incluiremos aqui.

Pode talvez tentar usar o simulador do Jornal Económico (simulador em excel) que exige introdução de informação detalhada sobre a declaração fiscal por parte do leitor mas que lhe dá mais flexibilidade de ajustar à sua situação.

 

Outras simulações:

Acompanhe aqui todos os nossos artigos sobre o Orçamento do Estado de 2018.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.