Inflação de 2020 a zeros a um mês do final do ano

Nos últimos meses do ano temos acompanhado mais de perto a evolução do Índice de Preços no Consumidor calculado mensalmente pelo INE (ver, por exemplo, “2020 fechará sem inflação“). O final de novembro trouxe a primeira estimativa do INE daquele é o penúltimo registo do ano e a situação é esta: temos a inflação de 2020 a zeros a um mês do final do ano.

 

Inflação de 2020 a zeros

De facto, a taxa de variação homóloga que o INE espera confirmar dentro de dias para o mês de novembro é negativa em duas décimas, representando um valor inferior ao registado em outubro. Por outras palavras, o cabaz de preços dos produtos acompanhados pelo INE esteve, em novembro, ligeiramente mais barato do que em igual mês de 2019.

O INE irá atualizar estes valores a 14 de dezembro e irá divulgar a primeira estimativa final para a inflação de 2020 a 4 de janeiro de 2021.

 

Que valores esperar para a inflação em 2021?

As previsões para a taxa de inflação em 2021 são especialmente incertas atendendo a que uma retoma de atividade económica (por exemplo, como consequência de uma campanha de vacinação internacional bem sucedida) poderá alterar substancialmente o cenário.

Contudo, próximo do final do ano de 2020, as previsões apontam para valores de inflação em 2021 inferiores a 1%. Por exemplo, no seu cenário macroeconómico para preparar o Orçamento do Estado para 2021, o Governo utilizou como cenário para a inflação, um valor de -0,1% para 2020 e de 0,7% para 2021.

 

Tagged under:

Deixar uma resposta