O imposto mais importante por país, a idade da reforma em 2021 e o aumento das pensões em 2020 – TOP 5

Qual é o imposto mais importante por país da OCDE? Qual será a idade legal da reforma em 2021? E quais serão os aumentos das pensões em 2020? E como pode alterar o registo de propriedade automóvel? E ainda como comparam os impostos sobre as empresas portugueses com as suas concorrentes dos restantes 35 países da OCDE?

Estas são perguntas que pode encontrar respondidas nos 5 artigos mais partilhados pelos nossos leitores ao longo das últimas semanas.

Se não leu tem aqui outra oportunidade para se informar. Apresentamos de seguida a lista com as ligações para os artigos apresentados por ordem decrescente quanto ao número de partilhas nas várias redes sociais.

Note que quanto aos impostos, o artigo mais partilhado vai além de analisar aquele que é mais relevante. Na prática, a análise feita toma por base a estrutura fiscal de cada país, ou seja, apura-se face ao bolo total de receitas fiscais (impostos e contribuições para a segurança social) qual a fatia que é representada por cada tipo de imposto ou contribuição. Em cada €100 de receita quantos vêm do IRS, do IRC, do IVA, de outros impostos sobre o consumo, da Taxa Social Única, do IMI e outros impostos sobre a propriedade, entre outros.

Independentemente da taxa de imposto que possa ser praticada em cada país, será sempre possível comparar quais os mais importantes, quais os que pesam mais no conjunto global de arrecadação fiscal realizada. Esperamos que gere curiosidade para consultar e procurar mais informação nas ligações para a OCDE que por lá partilhamos.

Boas leituras e obrigado pela sua preferência.

  1. IRS em Portugal é dos mais baixos e IVA dos mais altos na OCDE  +200
  2. Idade Legal de Reforma em 2021  +100
  3. Qual o valor das pensões em 2020?  61
  4. Saiba como pode alterar o registo de propriedade automóvel  55
  5. Empresas Portuguesas enfrentam impostos ao nível da OCDE 52

Tagged under:

4 Comentários

  • José Manuel Carvalho Passeira Responder

    Em tempo de aprovação do orçamento lá veem eles com as estatísticas da OCDE! Publiquem, isso sim, os escalões de rendimentos do trabalho por paises da UE e, ao lado, o IRS a que tais rendimentos estão sujeitos.
    Aí outro galo cantaria. Um verdadeiro saque aos (alguns) trabalhadores portugueses. E já agora digam que os (alguns) pensionistas pagam de IRS mais que os trabalhadores do activo. Ah! E não se esqueçam dos reformados (jubilados) que têm a pensao indexada aos do activo.Ah! Digam também que os titulares de cargos políticos duplicam a subvenção vitalícia quando chegam aos 60 anos! UMA VERGONHA.

  • Jorge Mergulhão Responder

    Em vez da sugestão de ler artigos soltos, preferia ter um cálculo aproximado de quais são as fatias dos referidos:
    IRS, do IRC, do IVA, de outros impostos sobre o consumo, da Taxa Social Única, do IMI e outros impostos sobre a propriedade, entre outros.

  • Armando Miguez Responder

    Enquanto houver Reformas abaixo dos 500€ e enquanto tivermos patrões a pagarem 600€ para gastarem em Ferraris, iates e com acompanhantes de luxo, escusam de vir mostrar estatísticas para nos convencerem que estamos muito bem. Vejam quanto ganham nos outros países. Nem falo do Luxemburgo cujo SMN é 2070€, mas falo de Espanha, só por exemplo, onde SMN já está e 1000€ e as reformas mínimas estão nos 650€/700€.

  • Jesus Responder

    Já agora uma pergunta os imigrantes que estiveram 40 anos fora do pais regressam a Portugal e pagam a metada da pensão no IRS ??????

Deixar uma resposta