Melhores Spreads e TAEG no Crédito à Habitação Setembro 2018

IMI

Voltámos a visitar os nove bancos mais relevante no mercado português em termos de concessão de crédito e atualizámos a lista dos melhores spreads e TAEG no crédito à habitação com esta edição de setembro de 2018.

A principal alteração face à edição de agosto de 2018 terá sido o facto de se ter registado um novo mínimo no spread mais baixo praticado no mercado.

 

Melhores Spreads e TAEG no Crédito à Habitação Setembro 2018

Na realidade, o Bankinter desceu de 1,15% para 1,00% o seu spread mínimo destacando-se assim dos restantes bancos. Contudo, como já aqui destacámos, a TAEG deve ser mais relevante para o cliente bancário escolher um crédito à habitação do que o próprio spread que mede apenas uma componente dos custos associados ao crédito.

A TAEG, nunca é demais recordar, “serve precisamente o propósito de permitir comparar contratos de crédito que tenham algumas diferenças e garante que todos os custos são considerados no seu cálculo de modo a que a TAEG revele qual o preço efetivo do dinheiro de que pode pedir emprestado em cada contrato de crédito que se esteja a considerar.

Ou seja, a TAEG inclui o spread e muito mais custos que no final do dia, o cliente terá de pagar.  E nesse campeonato o líder das taxas baixas continua a ser o Novo Banco (2% de TAEG) seguido de perto pelo Banco CTT (2,3% de TAEG).

Feita a recolha pode encontrar aqui o ficheiro com as melhores TAEG e spreads em setembro de 2018 nos nove bancos a operar em Portugal que selecionámos.

Algumas dicas para negociar um crédito à habitação

Sublinhe-se que para escolher o melhor crédito à habitação deverá ter em conta as diferenças de exigências feitas pelos vários bancos. Nem todos emprestam a mesma percentagem do valor do imóvel, nem todos emprestam pelo mesmo período ou até há mesma idade máxima e por aí adiante. E tenha também em atenção as exigências de fiadores.

Nesta rubrica com os melhores spreads e TAEG, que temos vindo a atualizar regularmente, procuramos sintetizar numa imagem ou ficheiro os intervalos contratuais possíveis e divulgados publicamente por cada um dos nove bancos, procurando ajudar o potencial contratante a balizar-se antes de começar a contactar os bancos. No entanto, restará sempre toda uma negociação por fazer.

Tenha presente que o banco é o vendedor e como todo o vendedor procurará sempre obter o melhor preço possível segundo os seus melhores interesses, bem como, o contrato o mais blindado possível para precaver alguma evolução futura que possa ser menos favorável ao banco. Os seus interesses são opostos convergindo “apenas” no interesse de prestar crédito/obter crédito, daí a negociação.

Assim, dependendo do valor que dá ao seu tempo e às suas competências negociais poderá considerar pedir ajuda especializada na própria negociação com o banco. Há empresas que a troco de uma comissão disponibilizam esse serviço. Conhecemos clientes satisfeitos tendo percorrido ambos os caminhos: a solo com mais tempo investido, ou em conjunto com um outro prestador de serviços que recebe algo em troca.

Tempo é dinheiro. O seu tempo e o seu dinheiro. Se há contrato em que vale a pena investir tempo será o da celebração de um contrato de crédito à habitação que tipicamente dura várias décadas.

Bons negócios!

Estamos a seguir os seguintes bancos: Santander Totta, o Bankinter, o Millennium BCP, o Novo Banco, o Banco CTT, o Banco Euro BIC, a CGD, o BPI – La Caixa e o Montepio.

ADENDA: O artigo foi revisto corrigindo em alta o spread mínimo do Eurobic para 1,49%.

Tagged under:

2 Comentários

  • Rodrigo NevesResponder

    Boa tarde,

    Estou em processo de avaliação de crédito habitação e estive a analisar os dados fornecidos neste post e queria colocar uma questão relativamente ao valor de spread indicado para o banco Euro Bic em particular. O spread mínimo indicado no Excel é de 1,3% mas, ao analisar o preçário do banco, na secção 18.1 e nota 4 (página 102 do PDF), a indicação é de que o valor mínimo de spread após bonificações é de 1,49%.

    Pode validar se existe alguma gafe no valor do Excel ou se existe alguma outra secção do documento que indique os 1,3%?

    Obrigado!

    • Economia e FinançasResponder

      Confere. No preçário do Euro Bic datado de 5 de setembro de 2018, o spread mínmo referido é de 1,49%. Já corrigimos o Excel. Obrigado.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS