Certificados do Tesouro em alta: 117 milhões num único mês – Março 2018

Segundo a informação disponível no Boletim Estatístico do Banco de Portugal, os volume de poupança aplicados pelos residentes em Certificados do Tesouro no mês de março de 2018 atingiu os €15.359 milhões o que representa um aumento de €117 milhões em apenas um mês.

No mesmo período, os certificados de aforro perderam cerca de €12 milhões em termos líquidos, totalizando uma poupança junto destas títulos da dívida pública de €11.905. Note-se que desde os primeiros meses de 2017 que o volume de poupança aplicado em certificados do tesouro supera o volume de certificados de aforro que eram, historicamente a aplicação mais popular.

A relativamente recente reforma dos certificados do tesouro que veio reduzir as taxas de juro destes produtos na sua versão “Certificados do Tesouro Poupança Crescimento” tem sido, assim, bem recebida pelos aforradores, dado que, apesar da descida, este produto continua a ser muito competitivo ao nível dos produtos de aforro de baixo risco, rivalizando e superando muitos dos depósitos a prazo existentes no mercados.

A este propósitos faça a comparação utilizando a nossa informação sobre os melhores depósitos a prazo onde também incluímos os certificados de aforro e do tesouro, estes últimos divididos em prazos de maturidade, ou seja, simulando a manutenção do produto durante 1, 2, 3, 4, 5, 6 ou 7 anos.

Recomendamos que consulte o artigo que se segue para melhor conhecer os Certificados do Tesouro: Taxa dos Certificados do Tesouro é quase 4 vezes superior à taxa média dos novos depósitos.

Saiba ainda como subscrever via internet: Aforronet – certificados on-line.

Bons negócios!

Um comentário sobre “Certificados do Tesouro em alta: 117 milhões num único mês – Março 2018

Deixar uma resposta