Pagar a dinheiro só até €3000, retroativos do abono de família e projeções económicas (TOP5)

O dinheiro em papel e moedas caminha para extinção? para já, pagar a dinheiro só até €3000.

E quanto vai ser o valor final do abono de família e os respetivos retroativos?

E sabia que o Banco de Portugal prevê que o investimento recupere significativamente em 2017 e 2018?

A semana teve em grande destaque três artigos que granjearam particular popularidade entre os leitores do Economia e Finanças, tendo sido, destacados, os mais partilhados entre as várias redes sociais.

Portugal ainda não está em vias de extinguir o papel-moeda (o dinheiro em notas e moedas) ainda que este seja um movimento com popularidade, em particular na Escandinávia.

Ainda assim, sabendo-se que as transações a dinheiro são uma forma de passar por debaixo do radar da autoridade tributária e da própria lei (branqueando dinheiro sujo não necessariamente apenas por razões de evasão fiscal) o governo propôs que a legislação aplicável às transações em Portugal se aproximasse do praticado em Espanha, França, Itália ou Canadá, limitando a possibilidade de pagar a dinheiro a uma máximo de €3000 por transação.

Veja os detalhes no nosso artigos sobre o tema e espreite os restantes artigos do TOP5 desta semana que termina:

 

  1. Compras a dinheiro acima dos €3000 proibidas  550
  2. Retroativos do abono de família e pré natal 2016  210
  3. Investimento vai disparar em 2017 e 2018  93
  4. Tabela IRS 2016 Madeira  18
  5. Inflação não crescia tão pouco desde março de 2015  13

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.