Tabelas de Retenção Mensal de IRS 2015 (Continente)

Já são conhecidas as Tabelas de Retenção Mensal de IRS 2015 oficiais. Foram divulgadas através do Despacho n.º 309-A/2015 do Gabinete do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. Em complemento ao artigo “Tabelas IRS 2015: Simulações oficiais” que oferece alguns casos concretos selecionados pelas finanças é agora possível identificar a taxa aplicável a cada caso concreto sendo também possível antecipar desde já o impacto no rendimentos disponível de cada contribuinte com rendimentos mensais.

Tome nota 13JAN2015: entretanto as tabelas já estão disponíveis em EXCEL. Pode encontrá-las neste outro artigo onde também explicamos como pode simular a alteração no rendimento mensal: “Tabelas IRS 2015 em Excel já disponíveis“.

Atendendo a que a difusão das tabelas mensais de retenção na fonte ocorrem na primeira quizena do mês de janeiro é provavel que a maioria dos abrangidos veja já a folha de salários ajustada à nova tabela. O impacto sobre os pensionistas da segurança social, em princípio ocorrerá contudo apenas em fevereiro com os respetivos efeitos retroativos. Logo que as Tabelas de Retenção Mensal de IRS 2015 estejam disponíveis em formato de folha de cálculo daremos delas nota no Economia e Finanças.

Como leitura complementar recomendamos:

Eis uma amostra das várias tabelas IRS 2015 que pode encontrar já no Diário da República:

Tabelas de Retenção Mensal de IRS 2015

Clique na imagem para ver as restantes tabelas de Retenção Mensal de IRS 2015

Tagged under:

3 Comentários

  • Pingback:Tabelas IRS 2015: Simulações oficiais - Economia e Finanças

  • Pingback:Reembolso do IRS em 2016 deverá aumentar - Economia e Finanças

  • Jose RamosResponder

    Pelo facto de minha mulher ter uma pensao de 276, 00 eur mensais eu vou descontar mais 8 por cento da minha pensao de retencao na fonte, que equivale a 50 por cento da pensao de minha mulher. Isto nao faz quarquer sentido. O governo vai obrigar-me a emprestar-lhe 8 por cento da minha escassa pensao, que me faz bastante falta para depois, no ano seguinte, devolve-lo, ou nao. Vamos de mal a pior.julgo haver uma grande falta de tudo por parte de alguns governantes. Como estao de saida va de fazer destes disparates, e ate para o governo que entre ira ter algumas dificuldades, pois tera qu devolver o dinheiro de que o outro se serviu. Este caso e outros semelhantes seria motivo de analise por quem possuidor de bom senso. Jose Ramosjose

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.