Exportações em queda (março 2014)

Balança Comercial

As exportações do trimestre terminado em março de 2014 aumentaram 1,7% face a igual período do ano anterior registando aquele que é o ritmo de crescimento mais baixo em 12 meses. Note-se que no trimestre terminado em fevereiro haviam aumentado 5,4%.

Se considerarmos apenas os dados do mês de março verifica-se que estas registaram uma queda efetiva homóloga de 1,3%, o pior registo desde março de 2013. Esta queda das exportações coincidiu com um aumento das exportações para a União Europeia e uma queda das exportações para fora da União Europeia.

As importações, por outro lado, mantiveram um crescimento significativo (6,0%) ainda que ligeiramente inferior ao registado no trimestre terminado em fevereiro de 2014.

A taxa de cobertura das importações pelas exportações degradou-se em 3,5 pontos percentuais para 81,9% tendo o défice comercial aumentado €621,7 milhões.

Dados do INE.

Tagged under:

3 Comentários

  • pauloaguiaResponder

    Se as exportações aumentaram 1,7% não estão seguramente em queda.
    Podem estar a abrandar, a taxa de cobertura pode até estar essa sim em queda, mas se as exportações subiram relativamente ao ano anterior não se pode dizer que estão em queda…
    É mais uma para os títulos sensacionalistas…

  • pauloaguiaResponder

    Ok, lendo a notícia segunda vez e com mais atenção, vejo que afinal cairam em Março… peço desculpa pelo comentário anterior precipitado…

  • HermesResponder

    Este país está cheio de chicos espertos, feitos bons gestores, incluindo a canalha do desgoverno!
    Primeiro, paralisa-se a produção! depois quando se produz uma unidade temos aumentos de 100%!
    Excelente! É assim nas exportações, no emprego, no défice comercial e até nos dias de sol que nós dão!
    Há menos postos de trabalho, mas o desemprego baixa?! Há menos 60 mil ativos, mas só temos mais 39,6 mil inativos e com abaixamento do desemprego!!
    Este governo mata os desempregados ou fogem todos para fora do país?! Qualquer dia ficam só eles e os contabilistas fornecedores dos números para as estatísticas!,

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.