De onde têm vindo os turistas que estão a fazer de 2013 um dos melhores anos de sempre?

Os dados mais recentes divulgados pelo INE (até setembro de 2013) revelam quais as origem, por nacionalidade, que mais têm aumentado o número relativo de turistas enviados para Portugal face ao que sucedeu em 2012. Os países com maiores taxas de crescimento de turistas a visitar Portugal estão a ser os seguintes (ver gráfico do INE aqui reproduzido):

  • EUA: +16,4%
  • Irlanda: +13,1%
  • França: +12,4%
  • Alemanha: +11,5%
  • Reino Unido: +10,5%
  • Em sentido inverso o maior destaque vai para a Itália: -8,7%

origem turismoNa presente edição das estatísticas da atividade turística o INE faz uma análise mais detalhada precisamente sobre o turista norte-americano. Eis um excerto:

Os EUA têm vindo a aumentar a sua importância relativa no grupo dos principais mercados emissores, tendo representado 2,4% das dormidas de não residentes em 2012.

A evolução deste mercado ao longo dos últimos anos tem sido positiva. Em 2005 observou-se um ligeiro acréscimo (+0,5%), que se acentuou nos dois anos seguintes (+7,8% em 2006 e +4,6% em 2007). Em 2008 e 2009 verificou-se uma forte inversão de comportamento (-13,0% e -6,7%), possivelmente associada à crise económica. Em 2010 iniciou-se uma recuperação (+8,8%), que se estendeu a 2011 (+6,1%) e 2012 (+8,3%).
(…)
Em 2012, os estabelecimentos hoteleiros alojaram 303,3 mil hóspedes residentes nos EUA, que originaram 662,9 mil dormidas, representando crescimentos de 9,0% e 8,3%, respetivamente. A estada média foi 2,2 noites, mantendo-se sem alteração há 4 anos consecutivos.
Lisboa foi o principal destino deste mercado (60,9% das dormidas), secundada pelo Algarve (10,6%). Em Lisboa as estadias prolongaram-se por 2,1 noites em média e no Algarve por 2,8. Na Madeira as permanências foram superiores (4,2 noites, em média).
Quanto ao tipo de alojamento, a procura recaiu principalmente nos hotéis (82,5% das dormidas do mercado), nomeadamente na categoria de 4 estrelas, que abarcaram aproximadamente metade das dormidas em hotéis. As estadias mais prolongadas ocorreram nos apartamentos turísticos (4,1 noites).
Setembro e outubro foram os meses que concentraram maior número de dormidas do mercado em 2012 (13,5% e 12,2%, respetivamente). (…)”

 
 

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.