Tábuas Completas de Mortalidade (2008 – 2010) – continuamos a morrer cada vez mais tarde

O INE acaba de divulgar a tábuas completas de mortalidade (versão final) relativas a otriénio 2008 – 2010. Segundo o INE, o valor definitivo da esperança média de vida à nascença foi de 75,80 anos para os homens, de 81,80 anos para as mulheres e de 78,88 para ambos os sexos. Por outro lado, a esperança de vida aos 65 anos foi de 18,19 anos para ambos os sexos, sendo de 16,36 para os homens e de 19,67 anos para as mulheres. Recorde-se que, como a esperança de vida tem vindo de facto a aumentar – aumentou 3,14% entre 2008 e 2010, sem mais tempo a trabalhar (e a descontar para a reforma) todos os trabalhadores elegíveis perderão uma parte das pensões, os tais 3,14%.

Disponibiliza a informação em PDF mas também em folha de cálculo para mais facilmente poderem ser utilizadas, no meadamente, pelo sector segurador.

Os dados globais agora divulgados eram já conhecidos e determinaram o ajustamento na idade da reforma em 2011. Recorde aqui: “Factor de Sustentabilidade das Pensões – 2011: reformados podem perder 3,14% da pensão“.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.