Investimento extra-comunitário de e para países da União Europeia em forte queda desde 2007

O conjunto dos 27 países da União Europeia investe cada vez menos capital no exterior e a redução desse investimento só é superada em ritmo pela “velocidade” a que se reduz o investimento externo nos países da União Europeia. Os dados de 2010 hoje divulgados pelo Eurostat confirmam esta tendência  que vem ocorrendo desde 2007. Portugal terá sido um dos poucos países da União que, em 2010, registou um investimento directo estrangeiro positivo (considerando o resto do mundo sem União Europeia); o investimento realizado pelo Brasil e o desinvestimento português nesse mesmo país explicam largamente o saldo positivo  verificado.

“Following the economic crisis, EU27 FDI1 (foreign direct investment) in the rest of the world (outflows) declined significantly in 2010, falling by 62%, from 281 billion euro in 2009 to 107 bn in 2010, while FDI into the EU27 from the rest of the world (inflows) dropped by 75%, from 216 bn to 54 bn. This continues the trend of recent years, with EU27 outflows in 2010 standing at more than five times lower than in 2007, and inflows around eight times lower. (…)”

Mais alguns destaques do comunicado do Eurostat:

  • Os Estados Unidos da América e o Canadá são os maiores investidores externos na União Europeia.
  • A Bélgica é o maior investidor líquido e a O Reino Unido o maior receptor líquido de investimento estrangeiro.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.