‘Estudo’ sobre as melhores contas ordenado em Portugal

Hoje destacamos um artigo recente do Jornal de Negócios onde se efectuaram comparações entre as contas ordenado propostas por várias instituições financeiras a operar em Portugal.

” (…) O Negócios contactou os 12 bancos com mais recursos captados, segundo o relatório de Julho de 2010 da Associação Portuguesa de Bancos. Todos tinham, pelo menos, uma oferta de domiciliação de ordenado. Foram excluídas as contas Gold ou Premium e as taxas de juro das contas que são remuneradas encontram-se na tabela “Saldos reduzidos lucram mais no Banif”. As TAEG apresentadas correspondem a um descoberto autorizado de 1500 euros.

Na maioria, as contas estão isentas de despesas de manutenção, excepto no  Millennium bcp. Caso não cumpra com os critérios do preçário, paga seis euros  mensais. Na BES 100%, só fica isento se a domiciliação do seu vencimento for  através de transferências bancárias específicas para pagamentos de salários superiores a 500 euros. Na BES 18.31, basta fazer um Login por mês no BESnet e efectuar 50 euros de compras por mês com os cartões da conta. Na maioria das contas, às TAEG’s apresentadas, acresce 4% de Imposto de Selo.

Apesar da Super Conta Ordenado do Santander Totta apresentar uma taxa de juro de 0%, o banco goza do direito de alterar as condições definidas, divulgando-as no preçário publicitado nos balcões. (…)”

Vale a pena espreitar a peça completa e as infografias.

Tagged under:

Deixar uma resposta