Risco de subida da Euribor aumenta com inflação europeia perto dos 2%

O BCE continua a estar vinculado a manter a estabilidade dos preços e continua a preocupar-se muito quando a taxa de inflação ultrapassa os 2%. Hoje, o Eurostat previu que a taxa de inflação na União Europeia se tenha fixado nos 1,9% em Outubro mantendo-se assim a tendência de subida. O que é que o BCE costuma fazer quando a inflação demonstra uma tendência ascendente e está acima dos 2%: aumenta as taxas de juro por forma a moderar o consumo e as tensões inflacionistas.
Quer isto dizer que o BCE vai subir as taxas de juro no curto prazo? Não, mas quer dizer que já poderá ter faltado mais tempo para que o BCE retome as subidas das suas taxas directoras, as tais que contribuem, entre outras, para determinar as euribor, as tais taxas de referência usadas para estabelecer as prestações a pagar por muitos devedores, por exemplo com crédito à habitação.
Em suma, espere que os encargos com o crédito à habitação venham a subir nos próximos anos.

Tagged under:

Deixar uma resposta