Ainda não foi desta que os índices de confiança de empresários e consumidores surgiram totalmente alinhados para cima no mesmo mês. Desta vez, apesar de o Índice de Confiança nos Consumidores ter interrompido a tendência descendente que vinha já desde Novembro, foi o Comércio a Retalho a derrapar. Ainda assim, a principal nota vai para o sentido global: o clima económico medido pela confiança continua a melhorar.

Mais detalhes analíticos e numéricos podem ser encontrados na página dedicada ao efeito pelo INE (e respectivas ligações associadas). 

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS