Corrupção: o exemplo Espanhol

Que economia, que mercado, que Estado resiste à exposição persistente, continuada e provavelmente crescente da corrupção?

Um pequeno dado para o debate sobre o combate à corrupção em Portugal: as autoridades policiais espanholas recuperaram em 2006 cerca de três mil milhões de euros no âmbito da luta contra a corrupção e o crime organizado.

O balanço foi divulgado ontem pelo El País e os dados, para lá da soma de dinheiro, são impressionantes. Foram detidas 589 pessoas, entre as quais mais de cem ligadas à administração pública, as operações policiais aumentaram 30 por cento e o número de presos à volta de 17 por cento. A lista dos bens confiscados é interminável: centenas de casas, 300 quintas, 24 lojas, 686 automóveis (a maior parte de luxo), 15 barcos, um helicóptero, armas de fogo, 390 obras de arte, milhares de quilos de drogas, 34 quilos de ouro, centenas de pedras preciosas, cavalos e touros de raças valiosas… (…)

Eduardo Dâmaso no Editorial de hoje do Diário de Notícias. A ler, na íntegra.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.