Produto Interno Bruto cresceu 1,5% em volume no 3º trimestre de 2006

O Produto Interno Bruto (PIB) português registou no terceiro trimestre de 2006 uma variação homóloga de 1,5%, em termos reais, acelerando relativamente ao período anterior (0,8%). A variação face ao 2º trimestre foi de -0,2%. As Exportações de Bens e Serviços mantiveram um elevado crescimento em volume (8,8%), acelerando comparativamente ao trimestre anterior. As Importações de Bens e Serviços registaram igualmente uma aceleração em termos homólogos, crescendo 4,7% em volume, pelo que o contributo da procura externa líquida para o crescimento do PIB diminuiu, fixando-se em 0,9 pontos percentuais. Por outro lado, a procura interna cresceu 0,5% em termos reais face ao período homólogo (variação de -0,8% no segundo trimestre), o que resultou sobretudo da aceleração das Despesas de Consumo Final das Famílias Residentes. Este comportamento foi influenciado por efeitos de base associados à antecipação de compras ocorrida no 2º trimestre de 2005 com a alteração da taxa normal de IVA.

Mais detalhes na página do INE.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.