Espanha, França e Itália lideram quedas no PIB do 2º trimestre de 2020

Será das maiores ou mesmo a maior queda de sempre no PIB português num trimestre e tem associada um número: o PIB do 2º trimestre de 2020 contraiu 16,5% face ao mesmo trimestre do ano anterior. Esta queda compara com um colapso do PIB em vários países europeus. Para aqueles que já há dados preliminares, … Ler mais

Como se calcula o PIB?

PIB - Contas nacionais

Tal como habitualmente, quase religiosamente nos últimos quatro anos, chegados a 21, 22 ou 23 de setembro de cada ano (ver histórico), o INE fechou mais um ano de contas nacionais, sempre as relativas a dois anos anteriores. No caso, a 23 de setembro de 2019 fecharam-se as contas de 2017. De facto, o INE … Ler mais

Queda do PIB mantêm-se há 11 trimestres mas continua a abrandar (dados homólogos)

Segundo a estimativa rápida do INE relativa ao PIB para o 3º trimestre de 2013, a produção nacional continua a cair face a igual período do ano anterior ainda que a um ritmo mais lento do que vinha acontecendo nos trimestres anteriores. Na realidade, o PIB caiu 1% face ao 3º trimestre de 2012 quando … Ler mais

O contraditório a “Quanto do dinheiro arrecadado pelo Estado é devolvido diretamente às famílias?”

O artigo de João Pinto e Castro que citámos em “Quanto do dinheiro arrecadado pelo Estado é devolvido diretamente às famílias?” teve uma replica no jornal I Online por Bruno Faria Lopes. Convidamos os nossos leitores a confrontarem argumentos lendo agora o artigo “Tudo o que se acha saber sobre as contas públicas, mas não … Ler mais

Quanto do dinheiro arrecadado pelo Estado é devolvido diretamente às famílias?

No artigo “Tudo o que sempre quis saber sobre as contas públicas mas teve vergonha de perguntar” de João Pinto e Castro hoje no Negócios apresentam-se 14 pontos que procuram satisfazer o desafio expresso no título: Quanto do dinheiro arrecadado pelo Estado é devolvido diretamente às famílias? A fonte para as estatísticas sublinhadas é um … Ler mais

Brincar às Constituições

“Portugal está sob a ameaça de intervenção do FMI. Tem a credibilidade da Grécia, o Orçamento em derrapagem, está sob os holofotes dos credores, agências de “rating”, UE, BCE, mercados. Neste contra-relógio pela vida, o que fazemos nós? Discutimos a Constituição. O Parlamento tornou-se manicómio. É claro que a Constituição é fundamental. Que a actual … Ler mais