Qual a taxa de juro dos certificados de aforro para quem os subscreva em junho de 2021?

Qual a taxa de juro dos certificados de aforro para quem os subscreva em junho de 2021? Antes de ser descontado o IRS, a taxa em vigor é de 0,455% para novas subscrições. Quem já tiver subscrito há um ano, recebe 0,955%.

Para descontar o IRS terá de multiplicar estas taxas brutas por 0,72 (ou seja, desconta 28%).

Para já, apesar de haver alguns sinais de retoma da inflação, a verdade é que a política monetária bem como as taxas de juro interbancárias como a Euribor, se mantém um níveis historicamente baixo.

Os certificados de aforro têm uma estrutura de remuneração indexada precisamente à euribor a 3 meses que continua negativa, tão negativa que mesmo somando os 1% de prémio fixo associado aos certificados de aforro, a taxa de juro nominal bruta (TANB) não passa dos já referidos 0,455%.

Ainda assim, como no iníco do segundo ano, o prémio passa de 1% para 1,5% (até ao final do 5º ano) a remuneração não é dispicienda, no cenário onde as taxas de juros dos depósitos a prazo continuam muito próximas de zero na maioria dos bancos (ver o comparativo de Depósitos a Prazo).

A partir do 6º ano o prémio dos certificados de aforro aumenta novamente mais 0,5 pontos percentuais, passando para os 2% e levando a TANB atual para quem subscreveu há pelo menos 6 anos para os cerca de 1,5%.

Como última nota, referimos que, de momento, com a euribor a 3 meses negativa, os certificados do tesouro poupança crescimento acabam por ser interessantes, apesar de impedirem a mobilização nos primeiros 12 meses. Recordamos aqui a estrutura de remuneração:

  • 1.º ano – 0,75%
  • 2.º ano – 0,75%
  • 3.º ano – 1,05%
  • 4.º ano – 1,35%
  • 5.º ano – 1,65%
  • 6.º ano – 1,95%
  • 7.º ano – 2,25%

Pode efetuar as subscrições através do Aforro.net (veja como aqui).

Boas poupanças!

Deixar uma resposta