CMVM recruta para Gestão de Redes e Comunicações

CMVM

A CMVM recruta para Gestão de Redes e Comunicações até ao próximo dia 8 de maio de 2020. A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários está a recrutar um técnico sénior de gestão de redes e comunicações. Mais detalhes adiante.

 

CMVM recruta para Gestão de Redes e Comunicações

Os detalhes do concurso podem ser encontrados na página de recrutamento da CMVM e os interessados poderão também, através dessa página, proceder ao envio da candidatura. Os concorrentes ficarão durante dois anos na bolsa de emprego da CMVM podendo vir a ser convidados para outros processos de recrutamento que se adeqúem ao respetivo currículo.

Nas próximas linhas reproduzimos o anúncio:

REQUISITOS DE ADMISSÃO E QUALIFICAÇÕES

Constituem requisitos de admissão a detenção das seguintes habilitações, experiências profissionais e conhecimentos técnicos:

    1. Licenciatura nas áreas de Engenharia Informática e de Computadores, Engenharia de Telecomunicações e Informática, Engenharia Eletrónica ou similares;
    2. Experiência profissional de 5 a 7 anos em áreas de gestão de redes informáticas e comunicações;

Ao nível das competências o candidato deve revelar:

    1. Proatividade, elevada capacidade analítica e de resolução de problemas;
    2. Elevada capacidade de organização e planeamento do trabalho;
    3. Capacidade de gerir múltiplos projetos em simultâneo;
    4. Capacidade de trabalho em contexto de prazos exigentes;
    5. Excelente capacidade de comunicação, análise crítica e argumentação oral e escrita;
    6. Disponibilidade para integração em equipa multidisciplinar;
    7. Domínio da língua inglesa (fluência a nível oral e escrito).

Condições preferenciais, a serem valoradas em termos relativos no conjunto de aptidões requeridas:

    1. Formação complementar nas áreas acima referidas, designadamente através de mestrado;
    2. Experiência com protocolos de rede, segurança e tecnologias, nomeadamente: TCP/IP, SMTP, SFTP, HTTP, DNS, WAN, LAN, VLAN, VOIP, VPN, DMZ, internet, intranet, extranet, routing & switching, firewalls, BGP, WAF, IDS/IPS, SIEM, DLP, infraestrutura e segurança cloud;
    3. Bons conhecimentos nas áreas de segurança empresarial, incluindo PKI, CA, SSL, SSH, SSO, SAML, LDAP, multifactor authentication;
    4. Bom entendimento sobre integrações B2B, mobile, cloud, on premise, & hybrid;
    5. Conhecimentos em Clearswift, Windows e Linux;
    6. Conhecimentos em AXWAY Gateway com especial enfoque em PKI, FTP, HTTP, , SSL/TLS, SSH e secure relay;
    7. Experiência em equipamentos Cisco, HP Network, Aruba, Checkpoint e Fortinet;
    8. Apetência pela configuração e manutenção de sistemas de monitorização;
    9. Pensamento critico relativamente às temáticas de segurança de informação, nomeadamente no que respeita ao desenho de redes, sistemas e integrações seguras;
    10. Conhecimentos de mercados, de instrumentos financeiros e da atividade de intermediação financeira;

PROPORCIONAMOS

  • Contrato individual de trabalho sem termo;
  • Integração numa entidade de referência;
  • Condições remuneratórias compatíveis com a experiência profissional evidenciada.

MÉTODOS DE SELEÇÃO

O método de seleção do presente procedimento será composto pelas seguintes fases:

  1. Avaliação curricular pela qual se procederá à análise da informação prestada, designadamente no que se refere aos pontos 1. e 3. dos requisitos de admissão e qualificações. Desta avaliação pode resultar a classificação ou a desclassificação do candidato;
  2. Entrevista presencial na qual se pretende avaliar a prestação dos candidatos classificados e melhor posicionados na fase anterior ao nível das competências técnicas e comportamentais.
    Cabe ao Conselho de Administração a decisão sobre o trabalhador a contratar, baseada na avaliação que faça da adequação do candidato ao perfil e necessidades, em face dos elementos recolhidos ao longo de todas as fases do procedimento e das condições de seleção.

EXTINÇÃO DO PROCEDIMENTO
O Conselho de Administração reserva o direito de extinguir o procedimento de recrutamento por deliberação, quando as razões que o motivaram deixarem de existir ou em quaisquer outras circunstâncias devidamente fundamentadas.

CONSTITUIÇÃO DE BOLSA
Os candidatos que integrem a pool final e não sejam selecionadas, integrarão, salvo se expressamente optarem em sentido contrário, uma bolsa que poderá ser considerada pelo Conselho de Administração, no prazo de um ano, para o preenchimento de uma eventual vaga em função com perfil compatível.

FORMALIZAÇÃO DAS CANDIDATURAS
As candidaturas deverão ser formalizadas eletronicamente através de plataforma disponível no site da CMVM, contendo em anexo carta de motivação e curriculum vitae detalhado, bem como cópia(s) do(s) certificado(s) de habilitações e outros referidos, até 8 de maio de 2020.

Boa sorte!

Tagged under:

Deixar uma resposta