Comissão Europeia espera mais crescimento em Portugal

Nas Previsões Económicas de Primavera de 2017 (Spring European Economic Forecast), a Comissão Europeia reviu em alta as suas projeções anteriores relativas ao crescimento da economia portuguesa antecipando agora que a economia cresça 1,8% em 2017 (em vez dos anteriores 1,6%) e 1,6% em 2018 (em vez dos anteriores 1,5%).

Também ao nível da taxa de desemprego  a Comissão Europeia é mais otimista nas suas previsões económicas da primavera de 2017: a taxa de desemprego é revista em baixa em duas décimas, tanto em 2017 como em 2018. Os valores esperados para a taxa de desemprego são agora de 9,9% e de 9,2% em 2017 e em 2018, respetivamente.

A inflação deverá quedar-se pelos 1,4% em 2017 e pelos 1,5% em 2018 e o défice do Estado deverá fixar-se em 1,8% em 2017 e em 1,95 em 2018, o que representa uma melhoria face ao que havia sido projetado no inverno de 2016 (2,0% e 2,2%, respetivamente).

A Comissão Europeia sinaliza nas duas páginas que dedica a Portugal nestas Previsões Económicas de Primavera de 2017 que o relançamento do investimento terá um papel muito importante na aceleração da atividade que já se fez notar no final do ano de 2016. Do mesmo modo destaca a aceleração da atividade ao nível das trocas comerciais com exterior, algo que tem sido testemunhado no Economia e Finanças como sucedeu no artigo “Exportações dispararam no final do primeiro trimestre de 2017“, já com dados do comércio internacional de bens de 2017.

Terminamos o artigo reproduzindo as principais Previsões Económicas de Primavera de 2017 da Comissão Europeia referentes a Portugal:

Previsões Económicas de Primavera de 2017
Previsões Económicas de Primavera de 2017, Portugal
Fonte: Comissão Europeia

 

Pode confrontar estas previsões com as feitas pelo Banco de Portugal no final de março de 2017: Previsões Económicas para 2017, 2018 e 2019.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:

Deixar uma resposta