Código do IVA 2016

O Código do IVA 2016 sofreu nova alteração já após a entrada em vigor do Orçamento do Estado de 2016. Na realidade, as alterações entram em vigor a 2 de agosto de 2016 e decorrem das alterações legislativas que o parlamento concedeu ao governo, precisamente através da lei do orçamento do estado.

Destas alterações legislativas resultou o Decreto-Lei n.º 42/2016 que altera o código do IRC, código do IRS, do Código do Imposto do Selo, Código do IMI e do IUC, além do Regime do IVA nas Transações Intracomunitária e do código do IVA, estas duas últimas que abordaremos neste artigo.

 

Código do IVA 2016

Código do IVA 2016
Código do IVA 2016 Clique para descarregar

Apresentamos aqui a versão Código IVA 2016 ainda se mas alterações do segundo semestre. Logo que exista uma versão consolidada já incluindo as novidades em vigor a partir de 2 de agosto dar-lhe-emos aqui publicidade.

Para já, destacamos as alterações apresentadas pelo já referido decreto-lei, nos termos em que são descritas no preâmbulo da norma:

“(…) no que se refere ao imposto sobre o valor acrescentado, e, em concreto, ao Código do IVA, simplifica -se o regime forfetário dos produtores agrícolas, quer da perspetiva das obrigações declarativas dos sujeitos passivos beneficiários, quer da própria administração tributária, consagrando -se a anualidade do regime, em substituição da atual entrega semestral do pedido de compensação forfetária.

Estabelece-se, outrossim, uma regra única no que concerne à determinação do prazo legal para cumprimento da obrigação de apresentação da declaração de início de atividade, independentemente de os visados estarem, ou não, sujeitos a registo comercial, e simplifica-se as regras de faturação dos sujeitos passivos abrangidos pelo regime especial de tributação dos pequenos retalhistas às particularidades deste regime.

Já no âmbito do Regime do IVA nas Transações Intracomunitárias, prevê -se a aplicação aos sujeitos passivos que possuam o estatuto de operador reconhecido, de acordo com o Código do Imposto sobre Veículos, as mesmas regras de pagamento aplicáveis aos operadores registados.

No âmbito do Decreto -Lei n.º 185/86, de 14 de julho, que regulamenta os procedimentos a adotar nas isenções do IVA, cria-se um procedimento específico para a concessão do benefício direto do IVA às organizações internacionais reconhecidas por Portugal mas estabelecidas fora da Comunidade, de modo a determinar, de forma expressa, que, para estas organizações, a concessão da isenção direta do IVA, no momento da aquisição, se concretiza mediante um prévio reconhecimento do direito à isenção por parte da administração fiscal portuguesa, a quem deve ser dirigido requerimento para o efeito.”

 

Mais informação:

Pode encontrar aqui mais artigos e novidades que venhamos a destacar, relativas ao Código do IVA.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.