Travão a fundo nos dados do turismo de abril de 2015

Os dados mais recentes da Atividade Turística divulgados pelo INE revelam uma travagem brusca na evolução homóloga de algumas da variáveis chave relativas ao turismo nacional. Um dos movimentos mais bruscos surge nas dormidas que passaram de uma variação homóloga de +11,5% em março de 2015 para apenas 0,7% no mês de abril. Para esta registo contribuiu uma queda abrupta do turismo com origem interna que passou de +17,9% em março para valores negativos da ordem dos 4,9% em abril. Os turistas estrangeiros também contribuíram para a forte desaceleração ainda que de forma menos intensa, continuou a registar-se crescimento face a 2014, de 2,9%, ainda que menos intenso do que em março (+9,0%).

Como nota positiva destaca-se que a evolução dos proveitos apesar de também revelar uma queda muito significativa continua a registar um crescimento assinalável. Segundo o INE, os proveitos totais aumentaram 7,8% e os de aposento 10,9%, menos que no mês anterior (+14,0% e +15,6%).

Note-se que o INE destaca que os dados de abril estão parcialmente enviesados pelo efeito base em 2014, relacionado com a proximidade da Páscoa com o feriado de 25 de abril. O efeito não será contudo tão evidente como em anos em que a Páscoa se celebrou em meses distintos em anos consecutivos. Recorde-se que a Páscoa em 2014 se celebrou a 20 de abril enquanto em 2015 se celebrou dia 3 de abril podendo o efeito de férias de Páscoa ter ficado repartido por março e abril. O feriado do 25 de abril em 2015, contrariamente ao que sucedeu em 2014, coincidiu com um dia de fim-de-semana.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.