Causas de morte: cancros e suicídios em alta (2013)

Cerca de um em cada quatro portugueses morre de cancro (24,3%). Entre as causas de morte, morrer de cancro (ainda) não é a principal causa de morte mas aproxima-se do tomo ocupado pelas doenças do aparelho circulatório (29,5%). Segundo o INE, em 2013, as doenças do aparelho circulatório diminuíram em 4,1% enquanto as mortes por cancro aumentaram 0,6%.

Causas de Morte:

Entre as doenças do aparelho circulatório destacam-se os Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) que à sua conta mataram um pouco mais de uma em cada 10 pessoas falecidas em 2013.

Entre os cancros (ou tumores malignos para usar a terminologia do INE) destacaram-se os tumores malignos da traqueia, brônquios e pulmão que aumentaram significativamente face a 2012: mais 9,1%.

Os suicídios também registaram um aumento significativo entre 2012 e 2013 (+6,9%) representando cerca de 1% da mortalidade no país e vitimando pessoas mais jovens com potencial para provocar especial sofrimento entre os sobreviventes. Sobre o assunto o INE avança ainda, entre outros que:

“(…) Quase 70% do total destas mortes foram de homens, com uma relação de 200,9 óbitos masculinos por 100 femininos. A idade média ao óbito devido a estas causas foi de 65,0 anos, bastante mais elevada para as mulheres (72,3 anos) do que para os homens (61,4 anos). Por outro lado, trata-se de um conjunto de causas que, quando comparado com as restantes, afeta relativamente mais as idades prematuras (43,4% dos falecidos tinham menos de 65 anos). O número de anos potenciais de vida perdidos foi 46 519 e a taxa de anos potenciais de vida perdidos foi de 518,6 anos por 100 mil habitantes. (…)”

 

Causas de morte 2013

Causas de morte 2013
Fonte: INE

Outro dado curioso resulta da relação de masculinidade em algumas causas de morte, ou seja, há causas de morte que são claramente mais importantes num dos sexos, no caso das que a seguir se representam, matam muito mais os homens do que as mulheres:

Causas de Morte Relação de masculinidade

Causas de Morte Relação de masculinidade
Fonte: INE

Pode encontrar informação mais detalhada na publicação  “Causas de morte 2013” do INE:

“(…)  Está organizada em fichas individuais para 55 grupos de causas de morte baseados na lista utilizada pela «OECD Health Data», com apresentação de uma análise descritiva para cada causa ou grupo de causas de morte, bem como um quadro síntese com dados e indicadores de mortalidade.
Incluem-se ainda quadros de dados com informação mais detalhada por grupo de causas de morte, nomeadamente contagens do número de óbitos por sexo, grupos etários e regiões de residência dos falecidos, bem como indicadores estatísticos derivados.”

Pode encontrar mais informação relativa a anos anteriores (ou posteriores logo que disponíveis) nos artigos que surgem clicando em “Causas Morte em Portugal“.

Tagged under:

1 Comentário

  • Gabriele Trapasso Responder

    A GENTE MORE MAS O MORE MENOS A REFORMA SOBEN PORCHE A GENTE VAI DURAR MAS TEMPOP ENTONZE ES UN CAVALA ESA DA ETA’

Deixar uma resposta