Inquérito sobre as Perspetivas de Exportação de Bens: Empresários esperam crescimento de 1,2% em 2014

No último Boletim Económico do Banco de Portugal divulgado em junho de 2014, esta instituição espera que as exportações nacionais de bens e serviços terminem o ano de 2014 com um crescimento nominal de 3,8%. Hoje o INE num novo Inquérito sobre as Perspetivas de Exportação de Bens, feito aos empresários nacionais exclusivamente orientado para a componente de bens, informa que a expectativa destes aponta para um aumento de 1,2%. Os dois números não são necessariamente incompatível contudo exigirão um crescimento muito expressivo da componente de serviços.

Eis os números de fundamentais deste inquérito:

Empresas perspetivam aumento nominal de 1,2% nas exportações de bens em 2014
As perspetivas das empresas exportadoras de bens apontam para um aumento de 1,2% das suas exportações em valorem 2014, face a 2013 (+1,0% no Comércio Extra-UE e +1,3% no Comércio Intra-UE). Quando se exclui a componentede Combustíveis e lubrificantes, perspetiva-se um aumento nominal de 4,3% no Comércio Internacional (+7,3% noComércio Extra-UE e +3,3% no Comércio Intra-UE).
Por Grandes Categorias Económicas destaca-se uma expetativa de diminuição das exportações de Produtos alimentarese bebidas (-0,4%) para o mercado Intra-UE. No mercado Extra-UE, é de salientar o crescimento esperado nos Bens deconsumo não especificados noutra categoria (+10,7%) e no Material de transporte e acessórios (+9,8%).

Inquérito sobre Perspetivas de Exportações de Bens 2014

Fonte: INE

Este novo inquérito abrangeu empresas (3048) responsáveis por 92% das exportações de bens.

O inquérito foi feito entre maio e junho de 2014 e será atualizado – já com uma projeção para 2015 – no próximo mês de novembro.

Tagged under:

Deixar uma resposta