BCE surpreende e altera taxas de juro (atualizado)

O BCE acaba de anunciar nova redução das taxas de juro que controla. A taxa diretora à qual cede liquidez desceu de 0,15% para 0,05% enquanto a taxa de juro a que “remunera” os depósitos colocados pelos bancos no BCE ficou ainda mais negativa: de -0,1% passou para -0,2%.

Mário Draghi, presidente do BCE, afirmou que este é o limiar mínimo para as taxas de juro sinalizando que não haverá novas descidas.

O BCE prevê agora que o índice de preços no consumidor para a zona euro em 2014 seja mais baixo do que previsto anteriormente, antecipando-se um valor médio anual de 0,6%, claramente abaixo do objetivo de referência de 2% que se inclui no mandato do BCE.

A baixa inflação (ou mesmo deflação em países do euro como Portugal) e a degradação das expectativas de evolução económica na zona euro são alguns dos fatores que levaram os BCE a mudar as taxas de juro e a lançar mão de outras medidas de apoio ao crédito à economia real.

O BCE irá proceder à aquisição de títulos de dívida de empresas privadas garantidos por ativos (incluindo crédito que tenha como colateral imobiliário) e conta com o apoio da Blackrock para definir os programas de compra. Na prática e pensando no mercado português o BCE está a convidar empresas financeiras e não financeiras que queiram vender ativos que tenham em carteira a titularizar ativos de modo a poderem ser adquiridos pelos BCE.

 

Tagged under:

Deixar uma resposta