Exportações aceleram (em particular para fora da UE), importações menos negativas

O INE acaba de divulga as estatísticas do comércio internacional de bens relativas ao trimestre terminado em julho de 2012. Os dados divulgados revelam uma aceleração das exportações de bens para 8,3% (6,8% entre abril e junho) e para uma diminuição menos pronunciada das importações (caíram 6,5% após terem diminuído 6,5% no trimestre terminado em junho).

Olhando para o mês de julho isoladamente a indicação é para uma desaceleração homóloga das exportações (6,8%) e uma estabilização das importações em valores negativos (6,2%).

Segundo o INE:

As exportações de bens para o Brasil têm aumentado nos últimos anos, tendo este mercado ascendido a 11º principal cliente externo de Portugal no 1º semestre de 2012, considerando a totalidade do comércio internacional. Contabilizando apenas as exportações para países extracomunitários, o Brasil surge como o 4º principal destino dos bens nacionais neste período. Destacam-se os produtos Agrícolas como os principais bens exportados para aquele mercado.”

Em termos de taxa de cobertura, fixou-se nos 85,7% mais 11,7 pontos percentuais do que no trimestre homólogo.

O peso das exportações para fora da União Europeia continua a aumentar fruto de um crescimento muito superior destas (+23,4%) comparativamente aos registos para dentro da União Europeia (3,2%). As importações cairam 6,5% quer quando o destino era a UE, quer quanto era o resto do mundo.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS