Um dia os economistas hão-de perceber a economia

Mais uma sugestão de leitura, desta feita João Pinto e Castro em “Por que é que os economistas aparentam saber tão pouco sobre a economia?” no Negócios. Um excerto:

” (…) Dada tanta ignorância das realidades das economias contemporâneas, não admira que, confrontados com a atual crise de crescimento, os economistas se limitem a propor: “É preciso incrementar o empreenderorismo, é preciso aumentar a produtividade!” Ou seja, devolvem-nos o problema intacto, mas chamam-lhe solução.

Não é possível entender-se a economia quando só se entende de economia. Porém, fazendo a síntese neoclássica ponto de honra de isolar a economia das restantes ciências sociais, os estudantes são estimulados a ignorar a história económica e política, a história das doutrinas económicas, a filosofia política, a sociologia e a antropologia.

Basicamente, o mundo caminhou desprevenido para a situação em que se encontra porque confiou ingenuamente nas doutrinas económicas dominantes. Por que raio deveria agora acreditar que essas mesmas ideias conseguirão tirá-lo do buraco em que se encontra, quando elas persistem num tão grande desconhecimento das realidades das economias contemporâneas? “

Tagged under:

1 Comentário

  • Vitor Hugo Responder

    É um excelente artigo. Não seria desajustado pensar nestes economistas neo-liberais, imaginando o que seria se os físicos passassem a ignorar a Química, a Matemática e a Biologia.

Deixar uma resposta