Pesquisa: Acha que vai conseguir aumentar a sua produtividade?

A pergunta é singela, a resposta inteiramente subjectiva e, ainda assim, plena de validade e de interesse: “Acha que vai conseguir aumentar a sua produtividade?” Sim ou não? Avalie os prós e os contras, os condicionalismos da função ou do enquadramento familiar e profissional (ter emprego ou não, uma ideia de negócio, etc), a motivação, a situação do país, no fundo o que achar relevante e responda em consciência: acha que nos próximos tempos vai conseguir ser mais produtivo?

Produzir mais e melhor poderá ser a solução para sair da crise e, mesmo que se revele apenas um dos factores, é inegável que será um dos factores determinantes. Diga-nos a sua avaliação quanto à sua situação pessoal, vai conseguir gerar mais riqueza? Pode responder à pesquisa encontrando o inquérito na coluna central.

Quando tivermos um volume interessante de respostas faremos a análise. Participe!

Tagged under:

3 Comentários

  • Mario AraujoResponder

    Produtividade …
    1) Uma longa fila de trânsito, numa qualquer rotunda do país, dentro ou fora das localidades, parada pela GNR / PSP à espera que passem os ciclistas …
    2) Ruas e estradas cortadas para as “festas” do sr Presidente da Câmara / Junta / Associação local, etc. … Quem precisa de se deslocar espera, ou chega atrasado e faz atrasar os outros
    3) Atestados médicos para matricular crianças (no público, no privado, no ensino “obrigatório”, no 1º, 2º, 3º ciclos, secundário) ou até para fazer uma pos-graduação ou ir para o ginásio, para ir de excursão à praia com a creche, para o turismo senior, para o IRS, sei lá …
    4) “Baixas” emitidas “à mão” no hospital, depois da cirurgia, ou de um gesso na perna interira (por exemplo), com obrigação de ir ao Médico de Família no dia seguinte apenas para ele copiar a baixa para outro papel …
    5) Medicamentos básicos para quem tem filhos (“ben-u-ron”, por exemplo) sujeitos a recieta, ou seja, há que ir ao médico mesmo quando se sabe o que fazer …
    6) Matrículas no ensino obrigatória que têm que ser renovados anualmente (a mesma escola, a mesma criança), presencialmente, perdendo um dia de trabalho para escrever aquelas informações “secretas” que a escola não sabe (nome, data de nascimento, morada, etc.)
    7) Reuniões na escola marcadas em horário laboral (onde faltam obviamente muitos pais, esses malandros desinteressados pelos filhos)
    8) Reuniões nas empresas à noite, ou em fins-de-tarde, com toda a gente cansada a fazer de conta que está a ouvir …
    9) Importantíssimas reuniões, para ler em voz alta importantíssimos power-points (como se não houvesse Internet e email)
    10) Ruído a qualquer hora, junto de casas de habitação de gente que, no dia seguinte, deverá “produzir” … Ou então em maravilhosos alto-falantes, colocados
    em postes da iluminação ao nível das janelas dos prédios liquidando o descanso de quem lá mora e deverá, também, continuar a “produzir” …

    Algum dia, quando houver quem saiba fazer contas, talvez lá cheguemos …

  • Pedro SilvaResponder

    Acho que a pergunta está feita de forma errada.
    A produtividade não vem do lado dos trabalhadores mas sim dos gestores. Um gestor organiza os seus recursos de forma a conseguir produzir mais a um menor custo. Daí o conceito de produtividade. Não é um trabalhador que vai aumentar a produtividade, um trabalhador faz aquilo que tem de fazer, se pode fazer mais é porque não é um bom profissional e anda a passear no local de trabalho.
    é papel do gestor organizar de forma melhor, e é isso que falta em portugal.
    Por exemplo, porque o alemão é mais produtivo que um português???
    Porque trabalha num local muito melhor. Aqui o povinho habituou-se a produzir sempre da mesma forma, a não investir em novos processos, a não sugar até ao tutano aquilo que temos e claro, se não aproveitamos os recursos, se desperdiçamos tempo e dinheiro, claro que não somos produtivos…

    • MapariResponder

      Eis a minha perspectiva Pedro. A produção humana é um trabalho complexo com muitos actores. Para a produtividade concorrem muitos aspectos, um dos mais relevantes será a capacidade de gerir bem os recursos. Mas o gestor não é a única parte desta equação logo não é o único a condicionar a produtividade. Parece-me óbvio que dois trabalhadores com a mesma função e sob o mesmo gestor podem conduzir a resultados muito diferentes, revelando diferentes níveis de produtividade. Também é minha opinião, até pela experiência profissional que tenho, por limitada que seja por se resumir a um número limitado de empregos, que a gestão é uma das áreas em que isoladas, se melhoradas, maiores impactos teriam na produtividade nacional, mas… Há gente que trabalha e há gente que faz que trabalha.
      A pergunta que fizemos não se orienta para nenhum tipo de produtividade, pergunta a cada um se acha que vai conseguir aumentar a produtividade, ora cada um valorizará o que entende e isso po derá ser o esforço pessoal de cada um, o enquandramento profissional em que está (a qualidade da gestão, por exemplo), entre outros.
      Pessoalmente, acho que quase todos podemos melhorar qualquer coisa, é só procurar e seguir os melhores exemplos e não os piores.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.