IRS 2012: Despesas de saúde, educação e habitação deixam de poder ser deduzidas acima do 6º escalão de IRS

[wp_ad_camp_1]

Se é um dos portugueses que aufere de rendimento coletável mais de 66.045€ por ano, ou seja, se lhe é aplicável o 7º ou 8º (e último) escalão do IRS teve ontem a garantia (ver:”Documento de Estratégia Orçamental 2011-2015″) que em 2012, não poderá deduzir qualquer despesa de saúde, educação ou com a habitação do seu agregado familiar.

Para os restantes escalões (consulte aqui os escalões em vigor: “Escalões de IRS 2011“) haverá também limitações globais e progressivas aos valores que poderão ser deduzidos não sendo ainda conhecidos os limites. Surgiu apenas a indicação de que o número de dependentes será tido em consideração, podendo antecipar-se que haverá alguma forma de evitar que se prejudiquem particularmente as famílias com dependentes a cargo. Os detalhes deverão ser conhecidos nas próximas semanas com a apresentação do Orçamento de Estado de 2012.

Estas alterações não são de todo novidade, quer por já se anteciparem do Memorando de entendimento com a Troika, quer por já aqui termos aludido ao facto no artigo “Saiba como ficar sem o subsídio de natal e parte do subsídio de férias quase sem se aperceber ” cuja leitura voltamos a recomendar.

Tagged under:

1 Comentar...

  • Maria Eduarda Correia de Sousa CoelhoResponder

    Gosto de me manter informada !!!!

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.