Poupança é o destino principal do subsídio de natal entre os leitores do Economia & Finanças

Entre 27 de Novembro e hoje foram cerca de 1200 os leitores que responderam à nossa pesquisa sobre qual o principal destino a dar ao subsídio de natal. Os resultados não pretender servir mais do que um exercício, não científico, sobre as opções dos leitores do Economia & Finanças que recebem subsídio de natal. Eis os resultados:

Entre os respondentes predominou a escolha pela poupança enquanto destino no qual aplicar a maior parte do subsídio de natal. Esta opção recolheu 557 votos, ou seja, 46,6% do total. A opção seguinte que grangeou mais adeptos foi a de reduzir o montante das dívidas (380 votos, 31,8%). 

Os resultados apurados indiciam uma forte propensão para a consolidação das contas familiares com um reforço da capacidade de investimento futuro, seja por via da poupança líquida, seja por via da redução do serviço da dívida com amortizações de capital. Por necesidade ou por opção, apenas 8% apresentou a realização de compras como opção maioritária de destino do subsídio de natal.

Houve ainda 10,3% dos votantes que afirmou ir dedicar a maior parte do seus subsídio de natal a outra opção e ainda 3,3% que indicou ainda não se ter decidido.

 

Resultados detalhados:

O que é que vai fazer com o seu subsídio de natal?

Vou destinar a maior parte para a poupança 46.62% (558 votes)

  Vou destinar a maior parte para compras 8.02% (96 votes)

  Vou destinar a maior parte para reduzir dívidas 31.75% (380 votes)

  Ainda não sei o que vou fazer com ele 3.34% (40 votes)

  Outra opção 10.28% (123 votes)

    Total Votes: 1,197

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.