Os PPR públicos e a duplicação do benefício fiscal

EuroO formato e os detalhes são ainda desconhecidos mas a intenção está enquandrada no Orçamento de Estado com a criação de um benefício fiscal similar ao existente para os tradicionais PPR clássicos. Cada contribuinte terá uma conta individual junto da segurança social na qual poderá fazer descontos adicionais para um plano poupança reforma (PPR) gerido pelos serviços do Estado.

Hoje o ministro da segurança social acrescenta um pormenor que não havia ficado claro: esses PPR podem sem acumulados aos já existentes no sentido em que ambos dão origem a benefícios fiscais. Havendo dinheiro e interesse neste tipo de poupança, a poupança fiscal máxima por esta via ficará assim próxima dos 700/800€. Na prática, duplica-se o benefício fiscal.

3 Comentários

  • Pingback:Poupança Reforma: benefícios fiscais duplicam : TubarãoEsquilo, a rede confederada de blogues com actualidade, informação e notícias

  • Luís CarlosResponder

    O estado está a querer concorrer com o sector bancário e de seguros na matéria dos PPR? Não é uma concorrência desleal?

    Não seria mais justo termos a opção de escolher entre fazer descontos e investir na reforma optando por uma das muitas soluções que já existem?

    Enfim, vamos esperar para ver. Estive a ver os recortes de imprensa num site da seguradora Groupama sobre a reforma(http://www.groupamareforma.com/alertas_imprensa.html)
    e fiquei ainda mais alarmado com o futuro… e essa insegurança não deve desaparecer (ao contrário da Segurança Social!!!).

  • AnónimoResponder

    tá mt fixe lool

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS