Os perigos monopolistas nos serviços da Internet

Escrito no Adufe mas que também se aplica aqui:

" (…) Se ao nível do e-mail o google tem uma grande quota de mercado internacional, ao nível dos motores de buscas e da publicidade na net o Google é rei e senhor e com isso tem um poder que me assusta.

Tem o poder, por exemplo, de se recusar a indexar ou a mandar para as calendas da indexação alguns dos concorrentes que lhe possam fazer frente noutras áreas de negócios como sejam a publicidade. Há poucos dias instalei no Adufe um serviço de publicidade (que ainda está em testes) que concorre directamente com os anúncios do Google-Adsense, chama-se Widget Bucks e remunera por cada clique que alguém faça num anúncio sendo essa remuneração variável e podendo ir de míseros cêntimos de dólar a um dolar inteiro ou pouco mais. Em tudo idêntico ao adsense. Acresce ainda outra semelhança: os anúcios podem ser ajustados ao conteúdo por parte do editor da página onde se colocam os anúncios ou pode deixar-se ao critério do robot do Widget = adsense.

Fazendo uma busca no google, o widget bucks aparece inúmeras vezes referido, mas sempre por vias como esta: num artigo alheio. Descobrir a morada do dito cujo é que é complicado. Fiz-me afiliado e para já acho piada ao serviço. É ainda cedo para perceber se compensa financeiramente ou se é do agrado dos leitores mas por aqui há sempre uma simpatia especial anti-monopolista.

No entretanto, os publicitários e anunciantes nacionais continuam a dormir e a seguir o caminho fácil de entregar ao google quase tudo o que é anúncios. Já experimentaram pedir um orçamento, aqui, na Rede TubarãoEsquilo? Até lá, vamos fazendo pela vida para pagar servidores, manutenção, contas da electricidade e largura de banda. E pelo caminho vamos até tomando umas Aspirinas B (Bem vindos!)."

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.