A Abertis abocanha a Brisa em três tempos? (act. III)

E se aquela subida do valor das acções da Brisa ocorrido na semana passada (que levaram a empresa a cotar acima dos valores imediatamente anteriores ao início da crise do sub-prime) se explicasse por uma compra maciça de títulos pela Abertis naquilo que poderá ser o início de uma tomada hostil?

É essa a hipótese ventilada pelo Semanário Sol. Aguardam-se detalhes para as próximas horas. Sim, a Abertis é a Brisa espanhola, à escala, naturalmente.

Actualização: segundo o Diário Económico a Abertis contralará já 18% do capital da Brisa.

“(…) A notícia do reforço da Abertis “apanhou de surpresa” a administração da Brisa, segundo apurou o Diário Económico, mas a hipótese de uma OPA hostil não é, para já, considerável, apesar do crescente interesse da Abertis na Brisa e de esta ter um ‘free float’ de 39%.
A concessionária portuguesa parece estar protegida, já que o núcleo duro atinge uma posição de 45%: Aos 30% de capital da José de Mello juntam-se os 10% da Babcock&Brown e os 5% da Cinveste, aliados da Brisa.
No mercado comentava-se ontem a hipótese de João Rendeiro poder vender a sua partipação à Abertis, uma operação que teria como ‘adviser’ o BPI.
Esta operação de reforço da Abertis seria vista como mais uma investida do La Caixa às empresas portuguesas. O banco espanhol tem uma participação de 25% no BPI, detém 17,06% da Abertis e há vários meses que se especula sobre um reforço no BCP. (…)”

Actualização II: a Agência Financeira cita a Thomson que recolocou a Brisa na lista fusões e aquisições e adianta ainda que

“(…) Fontes do mercado referem que a Abertis vinha já reforçando a sua posição na Brisa depois da aquisição dos 10%, pelo que, a confirmar-se mais este reforço de 5% por parte do grupo espanhol, que é um dos gigantes de concessões rodoviárias, o mesmo deve deter por esta altura perto de 20% do capital da empresa portuguesa.

Contactada pela «Agência Financeira», fonte oficial da Abertis lembrou que «somos uma empresa cotada, qualquer operação dessas terá de ser comunicada antes à CNMV», regulador do mercado espanhol e recusou-se, por isso, a adiantar mais comentários.”

Actualização III: numa breve nota o Jornal de Negócios aponta para a posse de 15% do capital da Brisa por parte da Abertis

1 Comentar...

  • Pingback:TubarãoEsquilo

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.