Passou nas portagens sem pagar? Saiba como conhecer o valor em dívida (act.II)

[wp_ad_camp_1]

Caso tenha passado nas novas portagens das ex-scuts que funcionam exclusivamente com pórticos que fazem a leitura eletrónica do trajeto e o seu veículo não estivesse preparado para tal procedimento (não tinha Via Verde ou Dispositivo Eletrónico de Matrícula) como pode saber qual o valor que está a dever? Pode recorrer a uma funcionalidade que os CTT têm disponível online, através da qual, introduzindo a matrícula do veículo em causa, lhe é indicado qual o montante em dívida. Pode aceder a esse relatório dos montantes em dívida nas portagens clicando neste texto.

Conhecido o valor saiba que pode e deve regularizar a situação (junto de uma qualquer estação dos CTT) o quanto antes para evitar maiores dissabores. Para evitar coimas saiba que dispõe de 5 dias úteis para efetuar pagamento, o qual pode ser realizado 48 horas depois da passagem na portagem.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:


Artigos Relacionados

4 comentários

  1. Maria Palma said:

    Bom Dia, antes de mais sou a favor do ‘Utilizador Pagador’!
    Mas o sistema em vigor para o Pagamento de Portagens electrónicas é Kafkaniano!
    Tenho de as usar com viatura de serviço em trabalho. Tenho-me deslocado aos CTT e já por 2x não há registo, mas 2 ou 3 meses depois recebemos uma notificação com multa…que temos de pagar! Sem falar no tempo de espera nos CTT. OK, ultrapassamos isto através de SMS para o CTT que nos devolvem a informação para que se possa pagar através de MultiBanco. Até aqui tudo bem. Acontece, e aqui dou um caso prático, passei durante 3 dias seguidos na nova Auto-estrada Sobreda-Coina (não me lembro o nome da via), dias 18, 19 e 20 de Agosto. Ontem, 5 dias após a primeira passagem, paguei 1 passagem (utilizei o CTTMB xx-xx-xx), o Recibo correspondente não tem sequer registo da via, nem sequer data do serviço. Ou seja não descrimina o SERVIÇO. Mais, pago a taxa inerente ao serviço de pagamento: 0,31Euros. Ou seja, paga para pagar! Pagaria sempre para pagar não é? Se a empresa quisesse e pudesse dispender de dinheiro para a Via Verde também estaría a pagar para poder pagar! Um dia destes o meu Banco pode decidir arranjar uma entidade que me cobre a mensalidade, e atribuír a isto uma taxa também! Não é? Tudo é possível!

    Nem o método nem o conteúdo está correcto!
    porquê? Porque uma vez mais neste país, quem quer cumprir PAGA! O cumpridor não passa de um ser meramente USADO. O transgressor tem futuro neste país! E então se tiver dinheiro, até convosco brinca! :)
    É não é?
    Gostava de saber se relativamente a este assunto vais haver alguma alteração, ou se vai continuar a imperar a Lei do mais forte! É só.
    Obrigado.

  2. Jorge Nunes said:

    Uma vergonha, é o que é, para não dizer um roubo. Passei numa via rápida deste país, cujo pavimento deixa a desejar e onde não existe qualquer apoio em caso de necessidade. Fui obrigado a pedir ao patrão para me deixar sair para poder pagar nos CTT, onde estive cerca de 1 hora na fila para pagar 0,50 centimos. Foram quase 2 horas perdidas no emprego, despesas com transportes e ainda por cima cobraram-me mais 0,31 cêntimos a título de despesas administrativas!!! Já pagamos os impostos brutalmente e ainda por cima cobram-nos 2ª vez a utilização de uma estrada! vivemos num país miserável e pobre onde existem regras de país rico. Apetece-me dizer asneiras e chamar nomes feios a certas pessoas… Este sistema é uma aberração.

  3. José Palma said:

    Entrei na via do Infante ( A 22 ),Sabado dia 22 de Setembro, com o veiculo de matricula 71-97-DZ, no nó de Olhão, e saí no nó do Aeroporto ou Loulé Sul. Existe UMA portagem que informa os condutores do preço, para o meu veiculo (lig. de pass. ), é € 1.70. Hoje dia 25 , fui pagar , qual não é o meu espanto quando me pedem €4.02. Paguei pois que remédio. Temos que pagar e depois vimos aqui expressar a nossa raiva chamando a estes filhos da mãe uma cambada de chulos e parasitas da sociedade , que só servem para roubar quem trabalha e paga, sim porque isto está bom para quem não paga e não tem nada em nome dele. esse sim está bem . Obrigado e que esse dinheiro sirva para alguma coisa útil e não só para dizerem que este ano só tivemos 1000 000 000 de lucro, perdemos 500 000 000. Obrigado.

  4. rui tavares said:

    amigos..nao concordo nada,em democracia,com o principio “utilizador pagador” isso é antidemocratico..senao os estudantes que paguem os cursos de medico e fiquem proibidos de sair pois nos é que pagamos seus cursos,,os doentes que paguem os custos dos tratamentos..etc.etc.eu sei que o que digo é muiiiito sadicamente parvo..mas nao é o que me estao a querer dizer do pagamento de uma taxa quando os terrenos para essa obra de “interesse publico”foram expropriados a baixo custo e todas as vantagens socioeconomicas que o uso de uma A.E.tras??SAO ANULADAS PELA PARVA EXPREESSAO DE “UTILIZADOR PAGADOR” no sistema democratico evolutivo.. obrigado..se perceberem que quis dizer..sou contra TODAS as portagens por isto mesmo.

Top