Lisboa Viva GO permite pagar depois de usar mas é mais caro

Lisboa Viva Go

O Lisboa Viva GO foi criado a 29 de janeiro de 2019, está associado ao tradicional cartão Lisboa Viva (aquele que tem fotografia e é nominativo) e permite pagar a viagem só depois dele ter sido realizado, muito à semelhança da Via Verde dos automóveis.

Na prática, qualquer cartão Lisboa Viva pode passar a ter a funcionalidade Lisboa Viva GO bastando que o cartão seja associado a uma conta bancária, ação que pode ser feita em qualquer caixa multibanco ou ATM express (selecionar a opção VIVA GO).

Como dissemos, é como se o cartão Lisboa Viva passasse a ser o identificador no modelo da Via Verde. O cliente passa o cartão no leitor habitual e o valor da viagem será debitado posteriormente da conta bancária podendo consultar os movimentos no multibanco.

Para já esta opção está disponível em sete operadores, a saber:

  • CARRIS
  • CP – Comboios de Portugal
  • Fertagus
  • Metropolitano de Lisboa
  • Metro Transportes do Sul
  • Transtejo/ Soflusa

 

Vale a pena aderir ao Lisboa Viva GO?

A adesão ao serviço é gratuita sendo que ter um cartão Lisboa Via tem custos de emissão do cartão. O cartão Lisboa Vida dá para adquirir passes mensais e bilhetes de vários operadores adicionais.

À data em que escrevemos o custo é o que se segue.

Lisboa VIVA normal:

  • Normal => €7
  • Urgente => €12

Lisboa VIVA 4_18 e Sub23:

  • Normal => €3,50
  • Urgente => €6

A opção de associação a uma conta bancária e de pagamento postecipado é uma novidade que se pode revelar útil junto de utentes ocasionais e só é acionada automaticamente se não existir nenhum outro título válido que permita pagar a viagem associado ao cartão Lisboa Viva. Ou seja, o cartão Lisboa Viva pode conter um passe social, crédito zapping e a modalidade Lisboa Viva Go sendo que, a modalidade Lisboa Viva GO só será ativada para debitar o custo se não houver valores pré-pagos carregados no cartão.

A questão é que o preço das viagem pagas à posteriori via Lisboa Viva GO é mais caro. Por exemplo, uma viagem de metro que na modalidade zapping (utilização de saldo pré-paga) custa €1,33 por viagem enquanto que no Lisboa Viva GO custa €1,50 (mais 12,8%). Pode consultar os preços dos bilhetes dos sete operadores que já aderiram ao Lisboa Viva GO nesta ligação (clique aqui) e, já agora, os preços via zapping aqui.

Naturalmente, quanto mais pessoas aderiram melhor será para as empresas pois garantem, além de um prémio sobre o preço, uma menor pressão sobre o seu sistema de bilhética (potencialmente haverá menos pessoas a carregar cartões ou a ir a bilheteiras), além de algum ganho numa potencial redução da fraude.

Para o cliente o ganho resultará do conforto de não ter de ir carregar o cartão e/ou evitar filas para o efeito e, no caso de só ter títulos carregados para um ou alguns operadores e, esporadicamente, ter de usar outro, não ter que se preocupar em adquirir o título específico. Terá sempre na mão um título de transporte válido ainda que pelo menos 12,8% mais caro em cada viagem (não fizemos as contas para o sobrecusto nos restantes operadores mas pode comparar preços nas ligações que aqui deixámos mais em cima).

 

E carregar via net?

Recorde-se que já é possível carregar o cartão Lisboa Viva no multibanco podendo assim evitar eventuais filas ou avarias nas máquinas de bilhética dos operadores. Nesse caso, pode beneficiar dos preços com desconto como se carregasse nas máquinas dos operadores.

 

Como obter uma fatura?

No sítio do Lisboa Viva explica-se o seguinte para se poder obter faturas dos bilhetes debitados:

A fatura deverá ser solicitada via Portal VIVA, acedendo a www.portalviva.pt e seguindo os seguintes passos:

  • Na homepage do portal aceder a “Pedido de Fatura”;
  • Na “Rede de Venda” selecionar a opção “VIVA Go”;
  • Introduzir o número do cartão Lisboa VIVA (Nº do cartão ou Nº de série);
  • Inserir a data da utilização;
  • Por questões de segurança confirmar o reCAPTCHA, clicando seguidamente em continuar;
  • Preencher os dados de faturação;
  • Clicar em “Emitir fatura”

O pedido de fatura apenas poderá ser realizado nos 5 dias úteis após a utilização.

Logo que haja mais novidades, nomeadamente novos operadores a aderir, daremos nota.

Tagged under:

3 Comentários

  • Jose AntonioResponder

    Eu uso o Lisboa Viva, esporadicamente quando vou a Lisboa (moro na margem sul do tejo), e tinha sempre que carregar
    o cartão no Multibanco, o problema é que eu carregava cerca de 20,00 € de cada vez, o que implicava imobilizar esse valor
    por tempos prolongados. Agora apenas pago o valor quando viajo, e não tenho necessidade de ter aquele valor ali à espera
    da próxima viagem, por vezes durante meses. Depois 12,80 %, são só 17 cêntimos.

    • Rui Cerdeira BrancoResponder

      Ter mais opções é sempre melhor do que ter menos 🙂

  • JogralResponder

    Bom serviço.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.