Recorde Histórico no Turismo em 2016: 53,5 Milhões de Dormidas

Turismo em 2016 53,5 milhões de dormidas

Mais hóspedes internos, mais hóspedes externos, mais dormidas de nacionais, mais dormidas de não residentes, mais proveitos proveitos totais, mais proveitos de aposentos e tudo em aceleração face aos valores que já haviam sido positivos em 2015. Em suma, o turismo: 2016 superou 2015 em todos os indicadores.

Num parágrafo é este o resumo da atividade turística em Portugal, com o turismo a reforçar o seu peso na atividade produtiva nacional, contribuindo decisivamente para um superavit no saldo da balança de serviços e da balança de bens e serviços (ainda que com boa companhia de outros setores).

 

Recorde histórico no Turismo em 2016 53,5 milhões de dormidas

O ano de 2016 foi o ano de maior crescimento da atividade turística em Portugal quando medido número de dormidas: foram 53,5 milhões durante o ano completo.

Segundo o INE e considerando a evolução nos últimos dez anos, o número de dormidas foi superior ao de 2006 em 23,4% para os residentes e 51,8% para os não residentes. O peso das dormidas dos não residentes passou de 67,1% em 2006 para 71,5% em 2016.

Turismo em 2016 53,5 milhões de dormidas

Turismo em 2016 53,5 milhões de dormidas
Fonte: INE

O mês de dezembro revela uma ligeira desaceleração face a novembro mas apresenta indicadores próximos das médias anuais.

 

Por origem das dormidas de não residnetes, o ano de 2016 ficou também marcado pela captação de turistas que provavelmente possuem maior poder económico (o que ajudou a sustentar o aumetno dos proveitos com o reposicionamento dos preços). O INE destaca, em particular o aumento de 18% para as dormidas de França, de 10% para o Reino Unido e Alemanha.

Eis o resumo do INE sobre esta informação em termos anuais:

A evolução anual traduziu-se num aumento de 9,8%, aproximado ao do ano anterior (+9,9%). O mercado francês, com uma quota de 8,5%, manteve um crescimento expressivo em dezembro (+18,2%; +20,9% em novembro). Em 2016 observou-se uma aceleração notória das dormidas deste mercado (+18,0% face a +10,9% em 2015). Tal como no mês anterior, o Brasil destacou-se com um acréscimo assinalável em dezembro (+74,4%), sendo também de destacar os Estados Unidos e a Polónia (ambos com +25,1%), assim como os Países Baixos (+20,9%).

Eis os números de síntese divulgados pelo INE:

No conjunto do ano de 2016 (resultados preliminares) os estabelecimentos hoteleiros registaram 19,1 milhões de hóspedes e 53,5 milhões de dormidas, a que corresponderam aumentos de 9,8% e 9,6% respetivamente (+8,1% e +6,5% em 2015). O mercado interno contribuiu com 15,2 milhões de dormidas (+5,2%) e os mercados externos com 38,3 milhões (+11,4%). Os hóspedes não residentes representaram 71,5% das dormidas totais (70,4% no ano anterior). Os proveitos totais aumentaram 17,0% e os de aposento 18,0%, ultrapassando o crescimento verificado no ano precedente (+13,0% e +14,7% em 2015).

Mais informação no INE.

Tagged under:

1 Comentar...

  • RogerioResponder

    Orgulhoso de ser portugues.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.