Porta 65 alargado até aos 37 anos

Lei n.º 87/2017 de 18 de agosto de 2017 veio alterar as condições de admissibilidade aos concurso de renda apoiada Programa Porta 65 Jovem. A referida lei que veio alterar o  Decreto-Lei n.º 308/2007 , na prática, além de outras modificações, estendeu as idades máximas elegíveis para os membros do casal ou jovens isolados e o prazo de duração máximo do apoio.

 

Porta 65 alargado até aos 37 anos

O Programa Porta 65 é um instrumento de apoio financeiro ao arrendamento por jovens e passa a ter os seguintes beneficiários:

1 – (…) a) Jovens com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 35 anos [em vez de 30 anos];

b) Casais de jovens não separados judicialmente de pessoas e bens ou em união de facto, com residência no locado, com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 35 anos [em vez de 30 anos], podendo um dos elementos do casal ter idade até 37 anos [em vez de 32 anos];

c) Jovens em coabitação, com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 35 anos [em vez de 30 anos], partilhando uma habitação para residência permanente dos mesmos.

2 – O agregado jovem integra o conjunto de pessoas que vivem em comunhão de habitação, formado por um ou mais jovens ou por um casal de jovens e as seguintes pessoas: os dependentes, assim considerando os filhos, adoptados e enteados, menores não emancipados, bem como os menores sob tutela e os irmãos, maiores ou emancipados, que não aufiram de qualquer rendimento.

3 – Caso o jovem complete 35 anos [em vez de 30 anos] durante o prazo em que beneficia do apoio, pode ainda candidatar-se até ao limite de duas candidaturas subsequentes, consecutivas e ininterruptas.

4 – O disposto no número anterior é aplicável aos casos em que um dos elementos do casal complete 37 anos  [em vez de 32 anos] durante o prazo em que beneficia do apoio.

 

Prazo de renovação de candidaturas alargado

Outra das alterações prende-se com o alargamento de 36 para 60 meses da extensão de tempo em que se pode beneficiar do apoio após sucessivas renovações.

 

 

Apoios financeiros adicionais melhorados:

Os apoios financeiros adicionais forma também alterados no sentido de serem mais generosos, tendo passado a abranger mais situações. A lei passa agora a prever no seu artigo 13º referente aos apoios financeiros adicionais que:

2 – A percentagem da subvenção mensal aplicável nos termos do n.º 3 do artigo anterior pode igualmente ser acrescida nos seguintes termos, mediante comprovação das seguintes circunstâncias:

a) Na percentagem de 15 % caso algum dos jovens ou elementos do agregado jovem tenha um dependente a cargo ou seja portador de deficiência permanente que confira grau de incapacidade igual ou superior a 60 %;

b) Na percentagem de 20 % caso algum dos jovens ou elementos do agregado jovem tenha dois ou mais dependentes a cargo;

c) Aos acréscimos percentuais previstos nas alíneas a) e b) do presente número, acresce uma majoração adicional de 10 % ou 5 %, respetivamente, caso o agregado jovem seja monoparental.

 

Quando produz efeitos?

Esta alteração à lei entrará em vigor após a aprovação do orçamento do estado para 2018, ou seja, expectavelmente a 1 de janeiro de 2018. Até lá mantém-se em vigor os limites anteriores.

3 comentários sobre “Porta 65 alargado até aos 37 anos

  1. adorei a resposta acho muito bem ajudar as pessoas que precisam

  2. Por que não para todos aqueles que, com ordenados pequenos face a tantas despesas que não param de aumentar, não tenham possibilidades de alugar uma casa?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.