PIB no 2º Trimestre de 2017 Atingiu os 3,0% e Poupança Estabiliza

Na segunda revisão aos dados oficiais relativos às contas nacionais portuguesas, o INE revela que PIB no 2º trimestre de 2017 atingiu os 3,0%.

 

As duas revisões do PIB no 2º trimestre de 2017

Recordamos que a estimativa rápida divulgada em agosto (recorde aqui “O PIB do nosso contentamento“) apontava para um crescimento de 2,8% que veio a ser revista para 2,9% na estimativa seguinte difundida 60 dias após o final do trimestre de referência. Quase 90 dias após o final do trimestre de referência surge a habitual atualização associada às Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional e, mais uma vez, verificou-se a necessidade de atualizar a estimativa em alta para os já referidos 3,0%.

Note-se que uma revisão de duas décimas entre o primeiro momento de estimação (ainda com uma fração relevante de dados finais por conhecer) e os cálculos das Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional quando já se consolidou quase toda a informação infra-anual importante, é algo perfeitamente natural e próximo dos melhores padrões internacionais nesta área.

 

Poupança das Famílias Estabiliza

Especificamente das contas trimestrais por setores institucionais destacamos que a taxa de poupança  das famílias estabilizou nos 5,2% do rendimento disponível. Para esta estabilização contribuíram evoluções contrárias mas de igual magnitude: o aumento da despesa de consumo final (+0,9%) e o aumento do rendimento disponível (+0,9%).

PIB no 2º trimestre de 2017 e Poupança das Famílias
Fonte: INE

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.