Juros dos CTPM atingem os 6,88% no 4º ano

O IGCP divulgou que os juros dos CTPM atingem os 6,88% no 4º ano, ou seja, quem subscreveu os certificados do tesouro poupança mais logo em 2013 (lançados no final de outubro) estará agora no 4º ano e, como tal, sabe que à taxa de juro anual bruta de 5% aplicável no 4º ano se junta um prémio indexado à evolução do PIB, em concreto, correspondente a 80% da taxa de variação homóloga do PIB a preços de mercado real dos últimos quatro trimestres conhecidos (dados do INE).

Ora como se sabe o PIB está a registar um crescimento recorde em vários ano, sem a média das taxas de variação homólogas dos últimos quatro trimestres de 2,350%. Consequentemente, o prémio que acrescerá aos 5% de TANB para os CTPM será de 1,88%. Feitas as contas a taxa de juro anula bruta será assim de 6,88% (líquida de 4,954%).

No 5º e último ano dos CTPM aplicar-se-á igualmente um prémio definido nos mesmo moldes.

Quem tenha constituído esta poupança há quatro anos, receberá assim, €49,5 por cada €1.000 de poupança.

Os CTPM são um produto que cessou a subscrição a 27 de outubro de 2017, pelo que os últimos a terem sido subscritos atingirão a maturidade em outubro de 2022 podendo ou não ter prémio, consoante evolua o PIB em 2021 e 2022.

Os CTPM foram substituídos pelos Certificados do Tesouro Poupança Crescimento que, recorde-se, começam a pagar um prémio indexado ao PIB real logo a partir do 2º ano ainda que este seja agora de 40% da taxa de variação homóloga. A taxa de juro base continua a ser crescente ao longo dos sete (e não cinco) anos que tem este novo produto, ainda que tenha uma taxa média garantida mais baixa do que os CTPM.

Deixar uma resposta