Estatísticas Demográficas 2015 – queda da população desacelera

Emigrantes Temporários 2015

O ano de 2015 do qual as Estatísticas Demográficas são agora oficialmente divulgadas pelo INE trouxe sinais de que a crise demográfica deixou de se agravar.

 

Estatísticas Demográficas 2015

No ano de 2015, o número de emigrantes a sair do país diminuiu, a população imigrante a entrar em Portugal aumentou um pouco, assim como aumentou ligeiramente o número de crianças nascida em Portugal, atingindo os 85 500.

Foi a primeira vez desde 2010 em que o número de nascimentos aumentou não tendo evitado o a diminuição da população que se vem registando precisamente desde 2010.

Continuaram a morrer mais residentes do que a nascer e, apesar da diminuição das saídas e aumento das entradas, a emigração continuou a superar as imigração.

Segundo o INE, o saldo natural (nascimentos menos mortes) foi negativo em 23 011 pessoas. Quanto ao saldo migratório foi igualmente negativo em 11 481 pessoas.

Detalhando um pouco os movimentos migratórios, o INE refere que as entradas aumentaram um pouco mais de 50% entre 2014 e 2015, tendo o número imigrantes passado de 19 516 em 2014 para 29 896 em 2015. Quanto às saídas terão caído 18,5%, de 49 572 em 2014 para 40 377 em 2015.

Alargando a análise aos emigrantes temporários, constata-se que estes também terão diminuído significativamente como se pode atestar do gráfico extraído do destaque sobre as Estatísticas Demográficas em 2015 do INE.

 

Emigrantes Temporários 2015

Estatísticas Demográficas 2015

 

No total, a população portuguesa a 31 de dezembro de 2015 seria 10 341 330 pessoas residentes, ou seja, menos 33 492 do que em 2014.

Quanto ao índice sintético de fecundidade foi de 1,30 filhos, o melhor em três anos (1,23 em 2014) mas ainda muito abaixo do patamar mínimo de reposição de gerações. Uma meta que não se adivinha atingível durante as próximas décadas. Por outro lado, a esperança de vida à nascença continuou a aumentar tendo atingido os 80,41 anos, para o triénio 2013-2015 (83,23 anos para as mulheres e 77,36 para os homens).

Uma última nota para as estatísticas por estado civil. Pela primeira vez em 15 anos, o número de casamentos aumentou (mais 915 que em 2015) atingindo os 32 393 casamentos.

 

Mais Informação:

Pode encontrar mais informação sobre este tema na publicação propriamente dita relativa às Estatísticas Demográficas de 2015 do INE. A acompanhá-la o INE divulga algumas bases de dados em excel de onde constam, por exemplo, dados mais desagregados em termos regionais.

Tagged under:

1 Comentar...

  • Ana GONÇALVESResponder

    Resta saber se o aumento da natalidade verificado se deve ou não à imigração. É que português informado e culto não tem filhos indiscriminadamente. A austeridade é muito culpada desse facto.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.